A esquerda bem informada
A esquerda bem informada

Vanessa Grazziotin

Ex-senadora (AM), é membro do Comitê Central do PCdoB
É preciso deter o golpe para garantir a democracia no Brasil

Suas medidas no governo mostraram que ele falava a sério. Se mais não avançou nos seus intentos golpistas foi pela resistência dos que se opõem às suas intenções

Ataques aos trabalhadores e à imprensa marcam o desgoverno Bolsonaro

As bravatas de Bolsonaro nada mais são do que tentativas de desviar o foco das péssimas condições de vida do povo, do descaso com a educação e a saúde, da desindustrialização e da falta de investimento para gerar empregos e renda.

A culpa pelo alto custo de vida é de Bolsonaro, por Vanessa Grazziotin

“Grande parte desse aumento todo se deu num período em que não havia conflito na Ucrânia, portanto, o argumento de que a guerra é responsável pela carestia não se sustenta”

Agressão a árbitra expõe a difícil luta por espaço, por Vanessa Grazziotin

“Como se vê, denunciar as agressões não é “mimimi”. É a atitude necessária para que os agressores sejam punidos e que as mulheres possam ocupar os espaços e estarem livremente e sem medo, onde elas quiserem”

Bolsonaro e Guedes querem acabar com Zona Franca de Manaus, por Vanessa Grazziotin

“Historicamente, alguns setores da ZFM sofreram ataques de governos, mas nunca um igual ao que o presidente Bolsonaro tem feito no último período”

Tentativa de censura foi tiro no pé do bolsonarismo, por Vanessa Grazziotin

“O repúdio ao ocupante da cadeira mais importante do país já era esperado mas intensificou-se quando os bolsonaristas resolveram censurar as manifestações políticas dos artistas”

As mulheres na construção do centenário do PCdoB, por Vanessa Grazziotin

Entre os 9 delegados fundantes do PCdoB, nenhum era mulher. Mas naquele ano, Rosa de Bittencourt, líder operária de Petrópolis, ingressaria no partido, sendo a primeira de muitas a construir uma rica história

Impunidade incita violência política contra mulheres, por Vanessa Grazziotin

O Brasil está entre os países com maior índice de homicídios femininos: ocupa a quinta posição em um ranking de 83 nações, segundo o Alto Comissariado das Nações Unidas para os Direitos Humanos

Dia Internacional da Mulher: precisamos apertar o passo

O Dia Internacional da Mulher existe oficialmente desde 1975, quando foi adotado pela Organização das Nações Unidas (ONU), como reconhecimento às diversas lutas das mulheres pelo mundo. A mais conhecida e associada a origem da data, seria em homenagem as mais de cem mulheres incendiadas dentro da fábrica Triangle Shirtwaist Company, em Nova Iorque, em 25 de março de 1911. Apesar do forte sentido simbólico, diversas lutas operárias colaboraram para este reconhecimento.

Precisamos de mais mulheres na política, por Vanessa Grazziotin

“O direito pleno à participação eleitoral, equiparado aos homens, só aconteceu com a reforma do código eleitoral, em 1965 e, de lá para cá, avançamos, mas ainda estamos muito aquém do necessário”

Bolsonaro traz a fome de volta ao Brasil, por Vanessa Grazziotin

“O país, que havia saído do mapa da fome em 2014, teve um grande retrocesso nos últimos anos, resultado das crises econômicas, do desemprego e do desmonte das políticas públicas”

Federações elevam a política a um patamar superior, por Vanessa Grazziotin

“Vamos consolidar a Federação como um primeiro passo para tornar a democracia brasileira mais perene e transformar o Brasil naquele país que sonhamos, com liberdade, trabalho e soberania”

1 2 3 8