A esperança vem do Maranhão

Em artigo publicado no Jornal O Imparcial, deputado federal Márcio Jerry avalia ações do mandato e explica porque o Maranhão se tornou símbolo de esperança de novos tempos

A chegada de Jair Bolsonaro ao comando do País inaugurou uma fase de obscurantismo na vida política nacional. Não houve um dia, entre os 365, que o presidente e seus mais próximos não exclamassem um absurdo qualquer, uma pregação autoritária, uma agressão. Uma escalada contínua, a querer dar passos ao passado sombrio de estado policialesco e negação absoluta da democracia.

Muito ocupado em fazer pregação autoritária e em atacar adversários reais ou imaginários, Bolsonaro não se dedicou à tarefa de governar para resolver problemas cruciais, como aquele que mais atormenta as famílias brasileiras: o desemprego. O ano chega ao final sem tênue sinal de recuperação da economia ou de promoção do desenvolvimento. Ao contrário, previsões mais otimistas identificam a manutenção do quadro como aí está. Ou seja, “pior que está, não fica” virou estandarte de esperança em tempos tão difíceis.

Nesse cenário, pautei minha atuação parlamentar em 2019 na defesa da democracia, dos direitos humanos; defesa da educação, ciência e tecnologia; e de uma política que crie condições para o desenvolvimento econômico com justiça social. Uma atuação, portanto, em posição contrária a tudo que tem dito e feito o governo Bolsonaro.

Entre as tantas batalhas, destaco a da previdência social como central pelo que representa para o futuro de milhões de brasileiros e pela ineficácia nos tão alardeados objetivos de ser a “salvação da economia”. Me posicionei firme e claramente contra essa reforma com a convicção de que ela concretamente retira dos que menos têm, impossibilita o alcance da aposentadoria para milhões e mantém um sistema de privilégios para poucos.

Se no cenário nacional o quadro é desolador, temos tido no Maranhão um processo virtuoso de gestão pública sob comando do governador Flávio Dino. A grave e continuada crise que subtrai recursos para as políticas públicas não foi capaz de deter o Maranhão nesse processo de ampliar ações na saúde, educação, segurança pública, segurança alimentar, agricultura familiar. Enfim, de impulsionar um arrojado programa de mudanças permanentes que colocam o estado em outro patamar. O quarto maior crescimento do PIB em 2017 demonstra de forma inconteste o rumo certo em que está seguindo o Maranhão.

Pautei também minha atuação no apoio aos esforços do governador Flávio Dino e na repercussão na Câmara dos Deputados dos avanços conquistados em nosso querido estado. Tarefa que dá imensa alegria pela constatação de que nossos sonhos juvenis de um Maranhão digno para todos a cada dia se transformam em realidade.

Em 2020, mais batalhas importantes. Defender a democracia está no centro dessas lutas. E ao mesmo tempo, defender os direitos dos trabalhadores, as políticas públicas, o desenvolvimento social. E são batalhas que nos convocam a todos, não estão restritas ao ambiente da política institucional, devem estar também e muito especialmente nas ruas do nosso país e em todos os espaços de interação e ação.

Como recitou o poeta César Teixeira, “e diga sim a quem nos quer abraçar, mas se for pra enganar, diga não”.

Viva o Maranhão, viva o Brasil!

Márcio Jerry é deputado federal (PCdoB-MA)

*Artigo originalmente publicado na edição de 25 de dezembro de 2019, no Jornal O Imparcial.