Dinheiro com vice-líder de Bolsonaro é desmoralizante, diz líder do PCdoB

Vice-líder do governo no Senado, Chico Rodrigues (DEM-RR), escondeu dinheiro na cueca durante operação da Polícia Federal em Boa Vista (RR)

Senador Chico Rodrigues (Foto: Edilson Rodrigues/Agência Senado)

O discurso de um governo livre de corrupção encampado por Jair Messias Bolsonaro (sem partido) na última semana ao anunciar o fim da Operação Lava Jato não durou uma semana. Um novo escândalo, publicizado na noite desta quarta-feira (14), pôs em xeque a tentativa do presidente de desassociar casos de corrupção de sua gestão.

O alvo da vez é o vice-líder do governo no Senado, Chico Rodrigues (DEM-RR), que escondeu dinheiro na cueca durante operação da Polícia Federal, que apurava o desvio de recursos públicos destinados ao combate à pandemia de Covid-19. Parte das notas apreendidas na operação, de acordo com investigadores envolvidos no caso, estavam entre as nádegas de Rodrigues. Cerca de R$ 30 mil foram encontrados na casa do parlamentar.

Para a líder do PCdoB na Câmara, deputada Perpétua Almeida (AC), o dinheiro encontrado com o aliado de Bolsonaro desmoraliza ainda mais o governo. “Durou apenas uma semana o discurso de Bolsonaro de que não há mais corrupção no governo. O dinheiro encontrado nas nádegas do vice-líder do governo desmoraliza o presidente e comprova que Bolsonaro tenta enganar a população. Por isso, as autoridades devem estar atentas e seguir investigando suspeitos de irregularidades para impedir desvios de dinheiro público”, afirmou a parlamentar.

O vice-líder da bancada, deputado Márcio Jerry (MA), também repercutiu o caso em suas redes sociais. “A “república” bolsonarista já fedeu por conta de cheques, dinheiro vivo suspeito, milicianos. E agora fede mais ainda com dinheiro nas nádegas do vice-líder do governo Bolsonaro. Quanta vergonha essa turma faz o Brasil passar todos os dias”, afirmou.

Em referência ao discurso da última semana de Bolsonaro, o deputado Orlando Silva (SP) também ironizou o caso. “Bolsonaro ia acabar com a corrupção? Essa aqui vai entrar para os anais da história”, disse.

O caso bota o governo mais uma vez na defensiva. Rodrigues é um dos principais aliados de Bolsonaro no Legislativo e membro da tropa de choque do Planalto. Sua permanência na vice-liderança do governo no Senado gera forte constrangimento para Bolsonaro.

De acordo com a imprensa, desde a noite desta quarta, aliados do governo passaram a disparar mensagens a Rodrigues sugerindo que ele saia da vice-liderança o quanto antes para centrar esforços na sua defesa, tanto a jurídica quanto a do seu mandato.

Em nota, o senador afirmou que confia na Justiça e que irá provar que não tem envolvimento com qualquer ato ilícito.

Fonte: Liderança do PCdoB na Câmara

Autor

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *