Flávio Dino: Suspeição de Moro encerra “triste capítulo do Direito”

Governador do Maranhão disse que atos de um juiz parcial são “nulos e imorais” e que Bolsonaro “é o grande perdedor” hoje.

Comentando a decisão desta terça-feira (23) do Supremo Tribunal Federal (STF), que considerou o ex-juiz Sergio Moro suspeito para decidir a condenação do ex-presidente Lula no caso do triplex no Guarujá, o governador do Maranhão, Flávio Dino (PCdoB), afirmou que a Corte “encerrou um triste capítulo da história do Direito no Brasil”.

“Um juiz parcial, que persegue ilegalmente um acusado, é incompatível com o Estado de Direito. Seus atos são nulos e imorais. Só lamento que tais atos geraram lesões irreparáveis para Lula e para o Brasil”, postou Dino em seu perfil em uma rede social.

O governador do Maranhão também disse que o presidente da República, Jair Bolsonaro, “é o grande perdedor” com a decisão. “No mundo da política, o grande beneficiado pelos atos do juiz parcial foi Bolsonaro, que com tais atos venceu a eleição de 2018. Hoje o mesmo Bolsonaro é o grande perdedor”, disse.

Autor

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.