A esquerda bem informada
A esquerda bem informada

Henrique Matthiesen

Bacharel em Direito e pós-Graduado em Sociologia.
A ninguendade de Darcy Ribeiro

Processo de surgimento de uma etnia brasileira é obra da anulação violenta das identidades étnicas de índios, dos africanos e dos europeus

O Brasil do insulto

É urgente unir o Brasil e necessário edificar uma nova sociedade.

As incompatibilidades de Bolsonaro

A cada triste recorde de casos e de mortes é comprovada sua incompatibilidade de gerir o país e a superação desta grave pandemia.

O descortinar de nosso retrocesso civilizacional, por Henrique Matthiesen

“A porta do absurdo foi escancarada, a bestialidade perdeu a modéstia e as vísceras da insensatez estão expostas em praça pública”

O preço da vassalagem ao Trump

Nosso apequenamento internacional, fruto deliberado e forçoso do capitão, configura-se traição ao povo brasileiro

Bolsonaro, o agente do caos

“Não há a menor dúvida que Bolsonaro tentará o golpe, única saída que ele tem para não ir à cadeia, pois seus crimes contra o povo brasileiro são inegáveis.”

Saio da vida, entro para história

“Sofremos o mais devastador efeito de sentir as mazelas de nossa gente, que sofre desde o nosso descobrimento a mais brutal luta de classes”

O ódio que divide e unifica

Será que a edificação da conceituação de olho por olho, dente por dente, trará algum benefício?

Moro e Bolsonaro são farinha do mesmo saco

“A disputa de poder entre eles mostra que a dita “nova política”, hipocritamente discursada, é apenas retóricas vazias e desonestas que visam manipular parte do eleitor brasileiro desiludido”

A crise do neoliberalismo

A história das crises econômicas e cíclica: seja da Depressão de 1929, seja nas crises econômicas posteriores, somente o estado acudiu as nações, em qualquer país do mundo.

Bolsonaro, o vírus letal

Dentre as duas gravíssimas crises que o mundo passa – epidêmica e econômica – das quais o Brasil igualmente enfrenta, nosso presidente, de forma calculada, arruma outra de grandes proporções e de grande letalidade.

Quando as armas falam

A polarização e a radicalização do Brasil chegam às raias do absurdo, do inaceitável e do imponderável.

1 2