A esquerda bem informada
A esquerda bem informada

Marcio Pochmann

Economista, pesquisador e professor da Unicamp
Marcio Pochmann: Retrato de um país regredido

Ruína da antiga sociedade industrial foi acompanhada pelo desmonte de suas principais classes sociais: a e a classe trabalhadora da manufatura.

Marcio Pochmann: E a galinha neoliberal já nem voa…

País respondeu por somente 0,67% da riqueza global do ano de 2020, ao passo que em 2014 chegou a representar 1,04% de todos ativos mundiais (financeiros e não financeiros)

Marcio Pochmann: Adeus à classe média e ao “charme capitalista”

Ddeclínio do capitalismo no Brasil cedeu à valorização da riqueza velha sobrante na ruína da sociedade industrial

O Brasil convertido em fazendão do mundo, por Marcio Pochmann

Enquanto a economia brasileira acumulou decréscimo de mais de 7% nos últimos seis anos, o agronegócio cresceu de importância

Abraço dos afogados no mar do capitalismo, por Marcio Pochmann

“O amor ao dinheiro fácil que desmobiliza a riqueza nova passou também a regredir o estoque da riqueza velha, conforme verificado mais recentemente”

Pandemia e predominância de serviços desafiam as eleições deste ano

Vários fatores mostram necessidade de mudanças nas políticas públicas para que as cidades possam enfrentar problemas como fome, pobreza, desemprego e violência.

A destruição de empregos no Brasil e nos Estados Unidos

Brasil ingressou na pandemia com o mundo do trabalho profundamente debilitado, cenário refletido na destruição de empregos do setor produtivo e industrial, três vezes maior que a dos EUA

Economia solidária pós-pandemia deve pautar os governos progressistas

Economia solidária pode ser o verdadeiro salto de governos municipais progressistas para o enfrentamento da herança neoliberal da pós-pandemia.

O capitalismo e a Covid-19

É preciso organizar o pensamento crítico e dar condições para a sociedade não mais aceitar a continuidade e a própria liderança do capitalismo acima dos países e das pessoas.

A nação brasileira no rumo acelerado da decadência, por Marcio Pochmann

Desde o neoliberalismo dos anos de 1990, País tem perdido sua soberania econômica, tecnológica e produtiva

Sociedade salarial está em perigo

A sociedade salarial sonhada por tantos progressistas e posta em prática com as lutas desde os abolicionistas na década de 1880 e dos tenentistas nos anos de 1920 sofreu forte impacto nas três últimas recessões econômicas.

Marcio Pochmann: Recessão, neoliberalismo e fim da sociedade salarial

Mundo do trabalho experimenta maior ataque às conquistas das últimas décadas, com redução de direitos e da renda, além da precariedade das ocupações

1 2