A esquerda bem informada
A esquerda bem informada

Urariano Mota

Escritor e jornalista. Autor do Dicionário Amoroso do Recife, Soledad no Recife, O filho renegado de Deus e A mais longa duração da juventude (traduzido para o inglês como Never-Ending Youth). Colunista do Portal Vermelho e do Brasil 247. Colaborador do Jornal GGN.
Uma “Escola para Anormais” no Recife, em Água Fria

Projeto simbolizava inovação na educação de crianças com deficiências, mas refletia os preconceitos e concepções atrasadas da época sobre saúde mental

Dia Mundial do Livro – Dicionário Machado de Assis

Uma homenagem ao legado de José Carlos Ruy e seu Dicionário Machado de Assis, uma obra fundamental que ilumina as páginas do icônico escritor brasileiro

Gagarin nos 63 anos do primeiro voo do homem

Para os muito jovens ou os mais velhos de fora do Recife, esclareço que Yuri Gagárin foi homenageado com um frevo-canção de se cantar até o enjoo

A casa de Clarice Lispector

Com a construção a imagem da escritora, bela, famosa e festejada, ninguém imagina a sua imensa pobreza na infância.

Ao amigo José Antonio Spinelli. Por Urariano Mota

Quero inaugurar aqui uma galeria de amigos essenciais em nossa jornada. Começo por José Antonio Spinelli. As pesquisas no Google sobre Spinelli têm resultados muito superficiais sobre ele

Gabriel García Márquez – 97 anos do nascimento de um gênio

As palavras, a frase e o modo de contar de García Márquez nos ensinaram a ler, escrever e contar o mundo. Ele foi “o cara que devolveu a autoestima dos latino-americanos”.

Lima Barreto beberrão, por Urariano Mota

Nos inimigos, são maximizados os defeitos. Nos amigos, tudo é graça, elegância e beleza. Marx dizia: “os proletários se embriagam, os burgueses vão ao club”.

A última entrevista de Celso Marconi

Para Celso Marconi, falar, quando não mais podia ver e escrever, era uma necessidade. Ouvi-lo, escutá-lo, era um dever e graça, uma homenagem à sua vida

Graciliano Ramos livre para todo o mundo

Nas resenhas críticas, o comunismo em Graciliano Ramos é “esquecido”. Substituem a visão socialista, a sua indignação contra o capitalismo em todos os romances, por “engajamento ideológico”.

Celso Marconi, adeus

Aos 93 anos, em Olinda, Celso Marconi partiu. Para as gerações que atravessaram a ditadura no Recife, ele foi o maior e melhor crítico de cinema

Dez anos da morte do Rei Reginaldo Rossi

Rossi deixou uma marca ousada e autêntica na cultura popular, conjugando sua música provocante com uma sinceridade que conquistou corações, transcendo rótulos e preconceitos

Noel Rosa em seu aniversário

Em outra elevação se diz que Noel transformava a sua vida em samba. Coisa que consola. Nós, como todo filisteu, como todo bom pequeno-burguês, adoramos um artista sofrido, machucado, que cante para nós a sua dor.

1 2 3 7