A esquerda bem informada
A esquerda bem informada

Tag: mortalidade materna

Mortalidade de gestantes é mais que o dobro da média no país

O Brasil figura com o maior número de óbitos e uma assustadora taxa de letalidade de 7,2%, ou seja, mais que o dobro da atual taxa de letalidade do país, que é de 2,8%.

Covid-19: mortes de grávidas e puérperas dobram em 2021

Aumento do grupo foi maior do que na população em geral

Com golpe, mortalidade infantil e materna voltaram a crescer

Após um período de declínio na taxa de mortalidade infantil, entre 2010 e 2015, o indicador voltou a crescer em 2016, de acordo com a Associação Brasileira de Saúde Coletiva (Abrasco). A mortalidade materna também apresentou aumento nesse mesmo período. A crise econômica, o ajuste fiscal e o corte em investimentos na saúde e em programas sociais são apontados pela Abrasco como possíveis fatores para o retrocesso.

Mortalidade infantil cresceu devido ao avanço da pobreza, diz estudo

O Ministério da Saúde convidou 15 especialistas para buscar a motivação do primeiro aumento da mortalidade infantil em 26 anos e os estudos técnicos apontaram o que já era esperado: o avanço da pobreza e os cortes em áreas consideradas cruciais para o desenvolvimento e principalmente para a saúde foram os principais fatores para o retrocesso. 

Mortalidade materna cresce no país e governo descumpre metas da ONU

De acordo com dados do Ministério da Saúde, a taxa de mortalidade materna voltou a crescer. A taxa foi de 62 por 100 mil nascidos vivos em 2015 para 64,4 em 2016, após diversas quedas nos anos 1990. Para além do aumento, o Brasil havia assumido, e descumprido, a meta de reduzir a mortalidade materna em 75% até 2015 e agora, irá descumpri-la novamente em 2030, em um novo retrocesso.

Por Verônica Lugarini

Especialista reclama de racismo no atendimento à mulher negra 

A mortalidade materna entre mulheres negras por causas variadas está aumentando no Brasil. O dado revela um fosso que separa as mulheres pretas e pardas das brancas, independentemente da classe social. Esse dado é reconhecido pelo Ministério da Saúde e foi tema de audiência pública da subcomissão especial que avalia as políticas de assistência social e saúde da população negra.

Ananias: Comissão aprova sugestões para reduzir mortalidade materna

A Comissão de Seguridade Social e Família aprovou o relatório da Subcomissão Especial do Fortalecimento da Informação e Prestação de Contas sobre a Saúde das Mulheres e das Crianças. Criada em 2013 com o objetivo de contribuir para a redução da morte materna e neonatal no Brasil e consolidar compromissos internacionais, a subcomissão termina seus trabalhos sugerindo projetos de lei e ações a serem adotadas pelos outros Poderes.

João Ananias: Brasil precisa avançar na redução da mortalidade materna

O deputado federal aprova relatório na Comissão de Seguridade Social com indicações para melhorar a qualidade da atenção à saúde das parturientes. O relatório indica melhoria na qualidade da atenção à saúde das gestantes.

Ananias quer avanços maiores na redução da mortalidade materna 

Para reforçar a colaboração do Parlamento na diminuição dos casos de mortes relacionadas à gravidez ou ao parto, o deputado João Ananias (PCdoB-CE) apresentou relatório, aprovado na Comissão de Seguridade Social e Família da Câmara, nesta quarta-feira (29), com propostas para melhorar a qualidade da atenção à saúde dessas mulheres. 

João Ananias: Mortalidade materna, uma prova da iniquidade 

 Sempre encarei a morte com inconformismo, seja qual for a idade, causa ou circunstancia. Quando se trata de morte de mulheres, o inconformismo vira revolta, principalmente quando pode ser evitado. É o caso da mortalidade materna no Brasil, mácula que resiste em se apagar.

Por João Ananias*

João Ananias: Mortalidade materna, uma prova da iniquidade

Por *João Ananias

João Ananias: “Mortalidade materna deve ser debatida todo dia”

O deputado federal João Ananias (PCdoB-CE) foi um dos palestrantes do Seminário “Promoção da Equidade no SUS”, realizado na última sexta-feira (23/05), onde falou sobre os desafios da saúde na luta para reduzir a mortalidade materna. “Temos de avançar mais para reduzir os indicadores de mortalidade materna. Não podemos deixar que mulheres ainda morram por causas evitáveis”, observou.

1 2 3