Brasil

31 de março de 2015 - 13h11

Dilma: Prefiro barulho da democracia ao silêncio oprimido da ditadura


Agência Brasil
“Desejo ao ministro Edinho imenso sucesso em suas novas funções. Vão lhe exigir muito trabalho, muita dedicação”, disse Dilma ao dar posse ao ministro Edinho Silva “Desejo ao ministro Edinho imenso sucesso em suas novas funções. Vão lhe exigir muito trabalho, muita dedicação”, disse Dilma ao dar posse ao ministro Edinho Silva
Ela salientou que a população deve ter o direito de criticar e de apoiar o governo sem consequências e sem repressão. “É preciso ter liberdade de ir às ruas reivindicar direitos ou simplesmente protestar. No Brasil, nós temos de saber conviver com isso”, destacou. “Tenho reiterado, em várias circunstâncias, que preferimos o barulho das vozes na democracia ao silêncio oprimido das falas escondidas nas ditaduras”, salientou a presidenta.

E completou: “Quem, como eu e todos da minha geração, viveu sob uma ditadura sabe o imenso valor da liberdade de expressão e de imprensa. Estamos comprometidos com o direito de se manifestar, de informar, de criticar. Somos contra a censura, a autocensura, as pressões, os lobbies e os interesses não confessados que podem coibir o direito a livre manifestação e à liberdade de imprensa”.

Comunicação pública

Dilma destacou o papel da comunicação pública que tem o compromisso de garantir a transparência. “O governo tem o dever de levar informação pública à população. Deve mostrar suas ideias, propostas e realizações. Deve explicar suas decisões, defender seus critérios e conversar com o povo por todos os meios legítimos que tiver à sua disposição. O governo precisa levar à frente a comunicação”, defende.

Ela salientou que esse dever ganha importância diante do momento atual do país, de ajuste fiscal econômico. “Temos obrigação de explicar ao povo que passamos por uma conjuntura que exige maior rigor nos gastos públicos e ajustes para que o país volte a crescer o mais breve possível. Tenho certeza de que o ministro Edinho seguirá esta linha de atuação para a comunicação do governo”, declarou.

A presidenta destacou que o novo ministro tem grande “sensibilidade política” e "capacidade de relacionamento com todos os setores da sociedade e da mídia” e agradeceu o antecessor, Thomas Traumann.

Edinho Silva assumiu no lugar do jornalista Thomas Traumann, que deixou o cargo na última quarta-feira (25). Edinho foi por duas vezes seguidas prefeito de Araraquara, entre 2001 e 2008, deputado estadual (2010-2014) e presidente do PT no Estado de São Paulo.

Sociólogo pela Universidade Estadual Paulista, ele tem mestrado em Engenharia de Produção pela Universidade Federal de São Carlos.

Verbas de publicidade

Na posse Dilma também afirmou que a secretaria apoiará a “expansão das teias de opiniões, olhares e interpretações da realidade”.

“Em suas práticas a Secom respeitará sempre o direito de todos ao conhecimento e apoiará, nos marcos da nossa legislação, a expansão das teias de opiniões, olhares e interpretações de realidade a disposição dos brasileiros", afirmou Dilma.

A afirmação da presidenta dá um claro sinal a grande mídia golpista que tem feita uma campanha de factoides e mentiras contra o governo e as forças progressistas. Dilma declarou que a Secom adotará o mais rigoroso cuidado em relação à veiculação de informação pública e a publicidade oficial. “Em respeito aos brasileiros de todas as camadas sociais e culturais, e de todos os pontos do país, adotará critérios justos e corretos na veiculação dos seus serviços”, completou a presidente.

Com informações da Agência Brasil e Portal Brasil


  • VOLTAR
  • IMPRIMIR
  • ENCAMINHAR

Últimas Mais