Educação: um legado para gerações

Em meio a um cenário nacional cada vez mais preocupante, instável e confuso, em que autoridades federais parecem esquecer-se do dever de cuidar do país com seriedade, fica evidente a necessidade de fortalecermos o caminho da coerência, que tem sido a marca do Maranhão dos últimos anos.

Flávio Dino: Fundamental é fazer movimentos amplos e romper o isolamento l Foto: reprodução

Enquanto degradam a imagem institucional do país, por aqui superamos teorias rasas e propostas infundadas com mais trabalho porque compreendemos verdadeiramente o que é governar para pessoas.

A garantia da justiça social precisa ser a engrenagem de uma gestão pública eficiente. É nesse sentido que defendo a importância da Educação como política fundamental para a sociedade. Ela é a base que pode sustentar a evolução de um povo através de gerações. Por isso, essa é a nossa bandeira central de governo. Com investimentos de cerca de R$ 2 bilhões por ano desde 2015, temos reconstruído a rede estadual de ensino do Maranhão, para além de estruturas físicas. Investimos fortemente em formação e valorização dos nossos professores, que entendo serem a essência da aprendizagem efetiva.

Esta semana demos mais um importante passo. Tomei a decisão de destinar 100% dos recursos do FUNDEB para a folha de salários. Com isso, foi possível cumprir com folga a lei do piso e reajustar entre 5% e 17,5% os vencimentos dos professores efetivos do Maranhão, mantendo a histórica marca de maior salário do país para professores da rede pública. Com a aprovação pela Assembleia Legislativa do Maranhão, a quem agradeço o entendimento da relevância do tema, agora os professores de 40h passam a ter como piso salarial o valor de R$ 6.358,96, ainda complementados com outras vantagens, como titulações. Houve ajuste proporcional também para os professores de 20h, de modo que serão mais de 45 mil profissionais beneficiados, aí inclusos os aposentados e contratados. Destaco que o novo piso maranhense é mais que o dobro dos R$ 2.886,24 fixados pelo Governo Federal para professores de 40h.

Nós vamos além. Fortalecendo o Programa Escola Digna, estamos perto de 1.000 obras educacionais entregues em nosso Governo, abrangendo construções, reformas e reconstruções dos prédios escolares. Saímos de zero para 74 Escolas em Tempo Integral na Rede Estadual, entre as quais a primeira Escola Pública Bilíngue, que será destinada à Educação Infantil.

Os resultados iniciais de tantos investimentos foram demonstrados no crescimento em 21% do IDEB, que passou de 2,8 em 2013 para 3,4 em 2017, posicionando o Maranhão em 13º do ranking nacional.

Com coragem e responsabilidade, a transformação é possível. Temos feito enorme esforço para modernizar o Maranhão a partir da Educação, porque nossa convicção é de que não há melhor legado a ser deixado para as próximas gerações. A Educação é o caminho para o desenvolvimento do Maranhão e do Brasil.

Fonte: Maranhão de todos nós

Autor