Dólar sobe e bolsa fecha em queda de 1,84% com saída de Teich

Logo após o anúncio da saída de Teich, no início da tarde, o Ibovespa desabou 1,5%, passando para o patamar de 77 mil pontos.

Após mais um dia de instabilidade no governo de Jair Bolsonaro, a Bolsa de Valores de São Paulo (B3) fechou em queda. O Ibovespa, principal índice da bolsa, encerrou em queda de 1,84%, aos 77.556 pontos. O dólar, que caía pela manhã, encerrou o pregão em alta de 0,32%, a R$ 5,83.

O mercado reagiu ao pedido de exoneração do ministro da Saúde, Nelson Teich. Logo após o anúncio da saída de Teich, no início da tarde, o Ibovespa desabou 1,5%, passando para o patamar de 77 mil pontos.

Teich é o segundo ministro a deixar a pasta da saúde em meio à pandemia do novo coronavírus, a Covid-19. O médico e Bolsonaro discordam em relação ao isolamento social e ao uso da hidroxicloroquina para tratamento da doença.

Contrariando as recomendações da Organização Mundial de Saúde (OMS), Jair Bolsonaro quer que somente os integrantes de grupos de risco façam isolamento. Além disso, quer adotar o uso da hidroxicloroquina apesar da falta de comprovação científica dos benefícios da medicação. Como Teich recusou-se a rifar sua reputação para defender as loucuras do chefe, foi mais um a ser defenestrado.

Autor

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *