A esquerda bem informada
A esquerda bem informada

Tag: Bolsa de valores

Lockdowns causam nova alta do dólar com risco sobre inflação

Dólar inicia ano em forte alta e fecha a R$ 5,26. Novos lockdowns na Europa afetaram mercado, que deve favorecer exportações de grãos e carnes brasileiras, inflacionando preços no país.

Dólar em disparada e o que esperar para 2021

Entre os motivos para nervosismo do mercado está o temor em torno da segunda onda da pandemia do novo coronavírus. No entanto, os números refletem também questões domésticas.

Fuga de capitais sinaliza queda de Guedes

Até setembro, a fuga de estrangeiros da bolsa de valores foi de R$ 88 bilhões, o dobro de 2019.

Ações da Natura sobem 6,73% após transfobia contra campanha da empresa

Recentemente, a Natura lançou uma campanha de Dia dos Pais com a participação do ator trans Thammy Miranda, que foi alvo de ofensas nas redes sociais.

Bolsa e dólar reagem a prisão que atinge em cheio família Bolsonaro

Após abrir em queda, às 13h40, a B3 havia recuperado parte do terreno e subia 0,66%. Já a moeda norte-americana continuava operando com alta de 1,72%, cotado a R$ 5,35 na venda.

Paradoxo brasileiro: baixar juro aumenta poupança

Um debate relevante pouco feito na mídia diz respeito à acumulação de reservas financeiras de trabalhadores intelectuais universitários para a manutenção do mesmo padrão de vida durante suas aposentadorias.

Com economia em frangalhos, bolsa tem melhor maio desde 2009

Segundo dados do IBGE, a atividade econômica recuou 1,5% e 900 mil pessoas se somaram ao contingente de desempregados nos três primeiros meses de 2020.

Dólar sobe e bolsa fecha em queda de 1,84% com saída de Teich

Logo após o anúncio da saída de Teich, no início da tarde, o Ibovespa desabou 1,5%, passando para o patamar de 77 mil pontos.

Após saída de Teich, bolsa registra queda de 1,5%

Para mercado financeiro, Brasil adentra fase mais aguda da pandemia sem um comando claro na Saúde.

Mesmo com injeção de US$ 1 bi, dólar fecha cotado a R$ 5,90

Banco Central do Brasil realizou dois leilões de swap cambial. Mercado reage a anúncio do BC dos EUA, que não implementará juros negativos, e à instabilidade política interna.

Dólar bate recorde e fecha em R$ 5,84 após corte de juros

Indicação de novas reduções na Selic pressiona cotação com fuga de dólares

Ao reagir a Moro, mercado teme por Guedes e governabilidade

Logo após a entrevista coletiva de Moro, o Ibovespa, principal índice do mercado brasileiro, despencou 8,89% e o dólar atingiu R$ 5,70.

1 2 3 5