Bolsonaro não inclui o Renda Brasil no Orçamento 2021

Segundo secretário especial da Fazenda, Waldery Rodrigues, formato do programa será anunciado quando houver “consenso”.

A pretexto de reduzir pobreza, projeto aciona 'gatilhos fiscais' de congelamento de gastos - Foto: Wilson Dias/ ABr

A Proposta de Lei Orçamentária Anual (PLOA) para 2021, enviada pelo Ministério da Economia ao Congresso Nacional nesta segunda-feira (21) não traz nada sobre o Renda Brasil, programa que o governo pretende instituir para substituir o Bolsa Família.

“O que consta da proposta orçamentária são programas em andamento. O aumento que se dá ao Ministério da Cidadania de um ano para o outro [2020 para 2021], fundamentalmente, é o aumento do Bolsa Família. Esse aumento se dá basicamente por uma questão socioeconômica, dado a pandemia”, disse o secretário de Orçamento Federal, George Soares, em coletiva sobre a PLOA.

“Embora o Renda Brasil esteja sendo discutido, no momento devido vai ser anunciado, no formato em que o governo chegar a um consenso”, disse ainda o secretário especial da Fazenda, Waldery Rodrigues Jr.

Ainda segundo George Soares, o orçamento para 2021 prevê R$ 2 bilhões para o censo do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE). Nos últimos dias, veículos de imprensa noticiaram que o governo estaria cogitando cancelar o censo, já adiado em 2020 em função da pandemia, a fim de garantir recursos para o Ministério da Defesa.

Autor

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *