Flávio Dino diz que importar arroz não resolve e defende ação da Conab

O governador do Maranhão classificou como paliativa a importação do produto e defendeu a ação dos órgãos reguladores e fomentadores do governo federal

(Foto Reprodução)

O governador do Maranhão, Flávio Dino (PCdoB), considerou uma medida paliativa a importação de arroz para regular o preço do produto, que se encontra em alta no mercado. Para ele, o governo federal deve agir por meio da Conab (Companhia Nacional de Abastecimento) e BB (Banco do Brasil) para regulamentar e fomentar a produção dos grãos.

“Solução para falta de arroz ou explosão do seu preço não é importação. Isso é paliativo. Questão central é o papel regulador e fomentador do governo federal, via órgãos como CONAB e BB. Essa ideia de ‘estado mínimo’ só conduz a desastres. Estado tem que ser presente e eficiente”, defendeu o governador.

Para ele, uma das causas do problema com alimentos que estamos atravessando é o dólar nas alturas. “E nem adianta perguntar qual o caminho a Bolsonaro. Ele nada sabe e de nada entende, como já declarou várias vezes. E ainda vão cortar o auxílio emergencial? Absurdo”, criticou Flávio Dino.

Autor

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *