A esquerda bem informada
A esquerda bem informada

Tag: arroz

Deputado critica inércia e incompetência de Bolsonaro frente à crise

Líder do PCdoB lembra que a pandemia ainda não acabou e que é preciso planejamento para controlar a disseminação da doença.

IPCA-15 sobe 0,81% em novembro, maior inflação para o mês desde 2015

O grupo alimentação e bebidas acumula alta de 12,12% no ano. Em novembro, registraram alta itens como carnes (4,89%), arroz (8,29%) e batata inglesa (33,37%).

Por que tudo está tão caro e quanto tempo vai durar?

A elevação dos preços da indústria, que em última instância afetarão o consumidor, é mais um indício no sentido de uma alta generalizada do custo de vida, que tem atingido em especial as classes mais baixas.

Preços do óleo e arroz disparam novamente em setembro

Considerando a cesta básica mais cara do país, de Florianópolis, o Dieese estimou que o salário mínimo deveria ter sido equivalente a R$ 4.892,75.

Comeu feijão com arroz como se fosse um príncipe!

Como chegamos a esse cenário de absoluta calamidade de soberania alimentar, com preços nas alturas, num país que no senso comum é o “celeiro do mundo” e onde “tudo em se plantando, dá”?

Ao acusar inflação de demanda, governo sinaliza arrocho salarial

A economista do Dieese, Patrícia Costa, avalia a inflação dos alimentos básicos e a falta de políticas de segurança alimentar do governo. Com fim da política de valorização do salário, flexibilização da contratação e redução do auxílio emergencial, o governo sinaliza para o arrocho na capacidade de consumo das famílias.

Paulo Guedes culpa população por inflação dos alimentos e construção

Segundo ministro da Economia do governo Bolsonaro, auxílio emergencial de R$ 600 causou “enxurrada de dinheiro”.

E se faltar arroz? Desafios e sintomas históricos da alta dos preços

O aumento súbito do preço do arroz deveria promover um debate mais amplo sobre o papel da política pública na produção e consumo de alimentos de qualidade, variados, a preços acessíveis e estáveis, fundamental para se alcançar a soberania alimentar.

Desonerar importação de arroz é tapar sol com peneira, diz economista

Segundo Flauzino Antunes,do Corecon-DF, zerar tarifa de importação não adiantará, uma vez que o dólar está muito valorizado.

Estoques públicos de arroz são 81,2% menores do que em 2015

Ao longo dos últimos cinco anos, os estoques reguladores só não apresentaram queda em 2018 e caíram a um patamar muito inferior ao de anos anteriores, de pouco mais de 20 mil toneladas.

O ‘fique em casa’ levou mesmo ao aumento dos preços?

Os principais impactos foram nos itens da alimentação no domicílio – arroz, carne, leite e óleo –, mas isso não tem relação com o distanciamento social e sim com os altos preços no mercado internacional, a desvalorização do real e o fim dos estoques reguladores.

Exportações puxam o preço do arroz

Um levantamento do Centro de Estudos Avançados em Economia Aplicada da Universidade de São Paulo (USP) mostra que o preço do arroz produzido no Brasil mais que triplicou de janeiro de 2010 até o final de agosto.

1 2