Dossiê revela censura na EBC em temas como Marielle e Amazônia

Trabalharam no documento funcionários da EBC, representantes de sindicatos de jornalistas e radialistas de SP, RJ, DF e Fenaj (Federação Nacional dos Jornalistas)

(Foto: Agência Brasil)

A EBC (Empresa Brasileira de Comunicação) não pauta assuntos como assassinato de Marielle Franco e Anderson Gomes, desmatamento da Amazônia e violação dos direitos indígenas.  Segundo a jornalista Mônica Bergamo, colunista da Folha de S.Paulo, foi elaborado um dossiê (janeiro de 2019 a julho de 2020) de 138 denúncias de “censura e governismos” em pautas e matérias da empresa pública, que tem tevê, rádios e agência de notícias.

Trabalharam no documento funcionários da EBC, representantes de sindicatos de jornalistas e radialistas de SP, RJ e DF e Fenaj (Federação Nacional dos Jornalistas).

Segundo o relatório, negacionismo científico sobre a Covid-19 e histórias de perdas relacionadas à doença nem sequer foram pautados. Também houve interdição de fontes como a Anistia Internacional e a Human Rights Wacth.

Por outro lado, o balanço também traz denúncias de publicações protecionistas em relação ao ex-ministro Abraham Weintraub, da Educação, e à ministra Damares Alves, da Mulher, Família e Direitos Humanos. Questionada, a EBC não respondeu.

O levantamento foi feito com base em relatos por meio de formulário online e será encaminhado a organizações da sociedade civil.

Com informações da Folha de S.Paulo

Autor

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *