Presidente da Alesp não abre agenda para receber Conselho de Reitores

Embora se disponham a explicar os prejuízos do PL 529, do governo Dória, ao orçamento das universidades estaduais paulistas, Cauê Macris recusou agenda o encontro.

Governador de SP, João Dória, e líder na Alesp, Cauê Macris, ambos do PDSB

Em comunicado, o Conselho de Reitores das Universidades Estaduais Paulistas (Cruesp) se colocou à disposição do Legislativo para mostrar os dados financeiros de maneira transparente e esclarecer os prejuízos caso o PL 529 seja aprovado.

O Cruesp informou que, no início do mês, foi enviado ofício ao presidente da Assembleia Legislativa do Estado de São Paulo (Alesp), deputado Cauê Macris (PSDB), solicitando agendamento de reunião para discutir a possibilidade dos reitores prestarem esclarecimentos ao Colégio de Líderes da Alesp sobre os impactos do Projeto de Lei 529/20 na autonomia universitária e nas finanças das universidades estaduais paulistas.

Entretanto, em resposta a essa solicitação, o Cruesp recebeu a seguinte mensagem:

“De ordem do Presidente da Assembleia Legislativa do Estado de São Paulo, Cauê Macris acuso o recebimento do ofício de solicitação de audiência. Devido a grande demanda, infelizmente não poderemos agendar nesse momento. Assim que possível, entraremos em contato.”

O Cruesp reafirmou que se coloca à disposição do Legislativo para mostrar os dados financeiros de maneira transparente e esclarecer os prejuízos inevitáveis para a população do Estado de São Paulo, caso esse projeto seja aprovado na forma como proposto.

Autor

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *