Moro contrata empresário de Roberto Carlos para fazer turnê eleitoral

Viagens para lançar livro serão termômetro da pré-campanha do ex-juiz à Presidência

(Foto: Reprodução)

Em dezembro passado, o cantor e compositor Roberto Carlos recebia um público de mil pessoas, na Ópera de Arame, em Curitiba, para gravar seu especial de fim de ano. Na plateia também estava o ex-juiz e então ministro bolsonarista da Justiça, Sergio Moro, a quem Roberto pediu uma salva de palmas. Foi naquela noite, há quase um ano, que Moro conheceu Dody Sirena, empresário do “Rei” há 27 anos. Hoje, Sirena é figura determinante para os próximos passos do ex-juiz, possível candidato à Presidência em 2020.

Moro fechou um contrato para que a empresa Delos Cultural administre sua imagem e a carreira como palestrante corporativo. A Delos é um braço voltado à área do conhecimento dentro da DC Set, que tem Sirena como sócio-fundador. A empresa já atuou junto a uma constelação nacional e internacional, que inclui desde Michael Jackson a Fafá de Belém, passando, é claro, por Roberto Carlos.

Cinco meses após o empresário e o ministro terem sido apresentados, Moro deixou o governo de Jair Bolsonaro e passou a ser mais cotado como presidenciável da direita. Além do presidente como um adversário político, Moro ganhou, naquele fim de abril, tempo livre na agenda antes ocupada pelas atribulações de seu “superministério”, onde cuidava também da Segurança Pública. Foi então que a DC Set o procurou.

Entre os projetos previstos pela empresa e por Moro, para os próximos meses, estão ao menos dez palestras corporativas e o lançamento de um livro pela editora Sextante, previsto para abril. A obra, que ainda está sendo escrita, abordará temas de corrupção e compliance, amplamente tratados por Moro em suas palestras.

De acordo com Rodrigo Mathias, CEO da DC Set, o lançamento do livro envolverá uma turnê de lançamento em capitais brasileiras e no exterior. Ainda que o executivo afirme que “não existe qualquer pretensão política” na parceria com Moro, a peregrinação funcionará como um termômetro para a eleição presidencial. O ex-ministro se encontrou recentemente com o apresentador Luciano Huck, despertando rumores de que ambos formariam uma chapa na disputa pelo Planalto.

Os planos, de todo modo, passam pela situação sanitária do País diante da pandemia de Covid-19. Com a indefinição sobre a vacina, é provável que os eventos de lançamento do livro sejam virtuais. Moro foi orientado a “discursar descontraidamente”, ainda antes do lançamento do livro, porque considera que o ambiente digital pode ser cansativo.

Antes de Moro, a mulher dele, Rosangela Wolff Moro, chega às prateleiras das livrarias este mês com a obra Os Dias Mais Intensos — Uma História Pessoal de Sergio Moro”, da editora Planeta. Nela, os bastidores da vida pública do ex-ministro são relatados sob o ponto de vista da advogada, com quem ele vive há 21 anos.

Com informações do O Globo

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *