Paralisia do governo Bolsonaro ameaça saúde dos brasileiros

Parlamentares avaliam que a incompetência de Bolsonaro no combate ao novo coronavírus e sua incapacidade de apresentar um plano de recuperação para a economia do País colocam em risco a vida de milhões de brasileiros

Vacinação - EBC

A deputada Perpétua Almeida (AC), líder do PCdoB na Câmara dos Deputados, afirmou nesta segunda-feira (7) que a paralisia do governo federal ante o clamor nacional pela definição urgente de um plano de vacinação contra a Covid-19 pode levar a uma situação de pânico na população brasileira.

Perpétua avalia que a falta de uma estratégia clara e objetiva do Ministério da Saúde para o enfrentamento da pandemia está deixando o povo brasileiro entregue à própria sorte.

“O Brasil ainda não tem decisão de aquisição de vacina para imunizar a população. Até a possibilidade de faltar seringas já se cogita, porque o governo até agora não definiu um plano e não ordenou que a indústria se prepare para fornecer insumos”, observou.

A parlamentar lembrou que o Reino Unido e a Rússia já iniciaram seu plano de vacinação, enquanto EUA, Canadá e União Europeia também possuem acordos para adquirir todas as vacinas necessárias para imunização em massa da população.

Ela considerou muito grave o atraso do Brasil na definição de um plano de vacinação, que resolva de forma definitiva qual é o caminho e como o governo vai trabalhar. “Bolsonaro não unifica o País, joga na divisão dos brasileiros, contribuindo para uma desorientação nacional”, criticou. 

A líder do PCdoB observou que famílias de alta renda já cogitam viajar para tomar a vacina no exterior, em países que já têm previsão de vacinação, no chamado “turismo da vacina”. “Mas a grande maioria povo não tem essas condições e precisa do governo federal que, paralisado pela sua irresponsabilidade e incompetência, coloca em risco a vida de milhões de brasileiros”, denunciou.

Perpétua Almeida ressaltou ainda que a desorientação é geral no governo. “O ministro da Economia (Paulo Guedes) virou um zumbi e não tem um plano de recuperação para a economia. O Brasil não tem ministro da Educação e os estudantes brasileiros vão ficando para trás, sem um programa de estudos na pandemia, uma grande maioria sem internet. O ministro da Saúde não se coloca à frente dos cuidados com a saúde da população”, afirmou.

“O mundo inteiro está se preparando para vacinar seu povo, e o Brasil?”, questionou a deputada Jandira Feghali (PCdoB-RJ). A parlamentar observou que o governo não apresenta nenhuma estratégia, nem explica como será a vacinação. “Nós precisamos colocar dinheiro público, para garantir que este País coloque dinheiro no SUS, para que a gente garanta vacinação em massa”, cobrou.

A deputada Alice Portugal (PCdoB-BA) também criticou o atraso do planejamento da vacinação no Brasil e disse que o presidente Jair Bolsonaro trabalha contra a vida do povo.

“Estamos em um novo pico da pandemia e o Brasil não tem um plano de vacinação em massa. Bolsonaro precisa parar com sua guerra política contra a vacina e garantir a imunização do povo brasileiro. Estamos em luta pela vida das pessoas”, disse a deputada.

Fonte: Liderança do PCdoB na Câmara dos Deputados

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *