A esquerda bem informada
A esquerda bem informada

Diego Pautasso

A China e as novas configurações de poder no mundo

O mercado chinês tem uma classe média de cerca de 350 milhões de pessoas (maior que a dos EUA desde 2015), em franco processo de expansão

As relações sino-russas e a integração eurasiática

O fim da Guerra Fria levou à implosão da União das Repúblicas Socialistas Soviéticas (URSS) em 1991, com sua decorrente fragmentação política em 15 repúblicas e consequente desorganização do sistema produtivo nacional.

A soberania chinesa e a questão de Xinjiang

A China é um Estado com uma série de particularidades históricas, geográficas e demográficas cruciais para pensar sua inserção internacional e desenvolvimento nacional contemporâneos. Trata-se de um Estado-civilização unificado desde 221 a.C., quando o nascente Império Qin pôs fim ao período dos Reinos Combatentes, e que percorreu mais de dois milênios integrando, em sua composição, diversos grupos étnicos e linguísticos, em torno de uma unidade política.

A presença da China na África e o mito do “neocolonialismo chinês”

Este é o quarto da série de 10 artigos “A China e o Mundo”, organizada pelo professor Diego Pautasso, com auxílio dos pesquisadores Gaio Doria, Tiago Soares Nogara e Carlos Renato Ungaretti