A esquerda bem informada
A esquerda bem informada

Eduardo Siqueira

A raiz comum do fascismo: o ódio

Muito se tem falado em fascismo, protofascismo, neofascismo, nazifascismo para tentar definir a ideologia do governo Bolsonaro e de seus apoiadores. Na verdade, pouco importa o prefixo correto. Importa saber o que esses conceitos têm em comum. Após refletir sobre algumas lições da História, cheguei a uma conclusão nada surpreendente, porém didática. O que unifica as diferentes manifestações do fascismo é o ódio. Ódio pelo diferente, pelo estranho, pelo desconhecido, enfim, ódio pelo outro. Sentimento que pode se exprimir através do preconceito, da intolerância e da violência. Não por acaso, os alvos preferenciais do fascista são homossexuais, imigrantes, negros, feministas, socialistas, comunistas, pobres, índios, muçulmanos, judeus, ateus etc.