Flávio Dino cobra de Bolsonaro “proposta concreta” de reforma tributária

O governador do Maranhão chamou de bravata o desafio do presidente da República para que os estados zerassem o ICMS para baixar o preço dos combustíveis.

Flávio Dino rebateu a bravata de Bolsonaro sobre os preços dos combustveis l Foto: Gilson Teixeira

O governador do Maranhão, Flávio Dino (PCdoB), cobrou do governo de jair Bolsonaro uma proposta “concreta” de reforma tributária. Segundo Dino, a causa os altos preços dos combustíveis é a política da Petrobras, e não o ICMS. Para ele, essa situação só será resolvida com a revisão da política de preços da estatal e com a reforma tributária.

“Qual é a proposta concreta do governo federal para fazer a reforma tributária? Até agora nenhuma”, disse. Segundo ele, cabe aos governadores apenas aguardar uma manifestação do governo, pois não adianta discutir o assunto “em cima de bravatas, mentiras e coisas irresponsáveis”, como o desafio feito pelo presidente Jair Bolsonaro aos governadores.

“O problema dos preços dos combustíveis está na política da Petrobras, que é uma empresa do governo federal. Eles mudaram a política de preços e isso fez com que houvesse uma disparada nos preços, fazendo com que haja a necessidade urgente de revisão dessa política por parte do governo federal. Ao mesmo tempo, é evidente que temos sempre que debater a chamada reforma tributária. Todos os impostos do Brasil estão previstos na Constituição Federal. Logo, cabe ao governo federal propor medidas reais e concretas ao Congresso Nacional”, disse.