Bolsonaro golpeia democracia suspendendo Lei de Acesso à Informação

Parlamentares reagiram de imediato e prometem derrubar a medida provisória 928 que eles avaliam como autoritária e sem cabimento

(Reprodução)

Na calada da noite desta segunda-feira (23), Bolsonaro editou nova medida provisória (928) para revogar artigo que suspendia salários de trabalhadores por quatro meses, mas aproveitou para introduzir um jabuti na MP (matéria estranha) que acaba com a Lei de Acesso à Informação.

Parlamentares reagiram de imediato e prometem derrubar medida provisória considerada draconiana, típica de governos autoritários.

A deputada Jandira Feghali (PCdoB-RJ) disse que o presidente deu mais um largo passo em direção ao autoritarismo, “justamente quando todo mundo precisa e exige transparência no combate ao coronavírus”.

“E Bolsonaro apronta mais uma. Na MP 928 que revogaria o corte dos salários dos trabalhadores por quato meses, ele não perdeu a viagem. E acaba com a Lei de Acesso à Informação”, protestou o deputado Orlando Silva (PCdoB-SP).

O líder da Minoria na Câmara, deputado José Guimarães (PT-CE), considerou um ataque à transparência.

“O que Bolsonaro tenta esconder alterando prazos de respostas via Lei de Acesso à Informação? Mais uma medida autoritária na calada da noite (de novo). Justamente em um momento de medidas e compras emergenciais. Aí tem!”, questionou.

Para o deputado Alessandro Molon (PSB-RJ), Bolsonaro está pegando carona no coronavírus para diminuir a transparência do seu governo, como sempre quis.

“Já tentou com decreto, que o forçamos a derrubar. Agora, insiste por meio de uma MP. O que ele quer esconder? Bom governo se faz com fiscalização”, lembrou.

“Bolsonaro mais uma vez está usando politicamente a crise. Ontem tentou cortar salários, hoje ataca a transparência pública com uma MP que na prática acaba com a Lei de Acesso à Informação, fundamental no combate à corrupção. Mais uma vez vamos derrotá-lo e derrubar esse absurdo”, afirmou o deputado Marcelo Freixo (PSOL-RJ).

Autor

3 comentários para "Bolsonaro golpeia democracia suspendendo Lei de Acesso à Informação"

  1. Marinalda silva disse:

    Esse cara nao serve pra continuar como presidente.fora Bolsonaro

  2. Darcy Brasil disse:

    A Bolsonaro só restará o que sempre a Bolsonaro restou: o golpe. Os fascistas cogitaram manifestações nas portas dos quartéis no dia 31 de março. Irão fazer com quarentena e tudo? Se o fizerem, não será surpresa. O tempo corre contra o tempo do golpe. O improviso de quem começa a dar sinais de desespero pode ensejar uma aventura miliciana. Os efeitos da pandemia sobre o corpo do bolsonarismo são tais como os descritos pela lieratura: começa a faltar o ar, o paciente já sente alguma dificuldade de respirar. Daí, a tentativa também de ganhar tempo, justificando em nome do combate ao coronavírus, que resistiram em travar no presente, uma sugestão de adiamento das eleições no futuro. A derrota do bolsonarismo nas eleições municipais, que tendem a assumir caráter nacional plebiscitário, pode encorajar os setores que trabalham nos bastidores para afastar Bolsonaro, via impeachement, interdição médica ou anulação da chapa Bolssonaro-Morão, a realizar o propósito no rescaldo da contabilização dos votos. Somente um golpe salvaria Bolsonaro ou nem um golpe salvará Bolsonaro de ser enxotado do Palácio do Planalto? À História, o veredicto final. Cuidem-se todos! Saudações quarentianas!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *