Flávio Dino vê gravidade à democracia pressão de Bolsonaro sobre STF

O presidente afirmou que operação da PF de busca e apreensões contra esquema de fake news, no âmbito de inquérito do Supremo, foi uma invasão das casas de pessoas inocentes

(Foto Reprodução)

O governador do Maranhão, Flávio Dino (PCdoB), afirmou que “algo de muito grave” está acontecendo com a democracia brasileira após o que ele chama de indevida pressão do presidente Bolsonaro sobre o STF (Supremo Tribunal Federal).

Nesta quinta-feira (28), na saída do Palácio do Alvorada, Bolsonaro voltou a atacar o inquérito do STF que resultou numa operação da Polícia Federal (PF) de busca e apreensões para investigar um esquema de fake news e ameaças aos ministros do STF.

“Com todo o respeito que eu tenho a todos integrantes do Legislativo, do Judiciário e do meu próprio poder, [mas] invadir casas de pessoas inocentes, submetendo a humilhações perante esposas e filhos, isso é inadmissível”, disse ele.

Bolsonaro afirmou que, devido aos cumprimentos de mandato da PF, ontem foi um “dia triste da nossa história”, mas que foi o “último”.

“Ver o presidente da República exercendo indevida pressão sobre o Supremo Tribunal Federal é um sinal que algo de muito grave está acontecendo com nossa democracia”, afirmou o governador Flávio Dino.

Segundo ele, não há dúvida de que a liberdade de expressão é assegurada. “Porém, diz a Constituição que todos respondem pelos crimes e danos morais derivados dos seus atos. A não ser que os agressores sejam inimputáveis. Não creio que seja o caso”, argumentou.

Flávio Dino diz que se o inquérito sobre fake news fosse suspenso, como pediu o procurador-geral da República, Augusto Aras, o Supremo perderia a sua independência, diante de crimes diversos cometidos contra os seus integrantes, e hoje reiterados de modo vil.

“O Regimento Interno do Supremo e demais normas processuais autorizam diligências investigatórias”, explicou o governador.

Autor

Um comentario para "Flávio Dino vê gravidade à democracia pressão de Bolsonaro sobre STF"

  1. Celio Hohn disse:

    Defender a democracia e o povo. Este é o dever do governador. Todos na luta contra o fascismo.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *