Autoridade israelense nega envolvimento em explosão em Beirute

Manifestações de autoridades israelenses não assumem qualquer envolvimento na tragédia

Explosão de grande magnitude atinge o centro de Beirute

Israel não tem nada a ver com uma enorme explosão na área portuária de Beirute, disse uma autoridade israelense à Al Jazira.

“Israel não tem nada a ver com o incidente”, disse o funcionário sob condição de anonimato.

O ministro das Relações Exteriores de Israel, Gabi Ashkenazi, disse ao jornal israelense N12 que a explosão foi provavelmente um acidente causado por um incêndio.

A especulação vem a tona devido às desgastadas relações entre os países, que já estiveram em guerra aberta ou ataques terroristas recíprocos. O Líbano é lar de milhares de palestinos refugiados das invasões israelenses aos seus territórios, assim como de refugiados da guerra na Síria, outro desafeto israelense.

Além disso, 10% do sul do Líbano foi ocupado por milícias mercenárias israelenses, responsáveis pela chacina de civis palestinos indefesos e refugiados naquele país. Israel chegou a invadir Beirute e expulsar milhares de residentes, após destruir a infraestrutura da cidade.

O Líbano, por outro lado, tem o Hezbollah organizado como partido e grupo militar de resistência à ocupação israelense, a quem são atribuídos atentados terroristas em Israel.

Material altamente explosivo

O chefe da Segurança Geral do Líbano, general Abbas Ibrahim, visitou o local da explosão e disse que parece que a explosão foi causada por material altamente explosivo estocado em um armazém. Segundo Ibrahim, o material explosivo foi confiscado anos atrás.

Segundo fontes de segurança, pelo menos 10 pessoas foram mortas, mas espera-se que esse número aumente porque o ministro da Saúde e também a Cruz Vermelha Libanesa relatam que houve centenas de feridos.

Ambulâncias foram chamadas de todo o país para ajudar no esforço de resgate.

Com informações da Al Jazira

Autor

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *