Rússia é 1a. a recrutar 55 mil voluntários para teste da vacina

A Rússia concluiu o recrutamento de voluntários para ensaio da vacina contra Covid-19 Sputnik V, mais rápido que as demais vacinas em teste.

Divulgação do laboratório Gamaleya (Moscou)

A Rússia recrutou participantes suficientes para seu teste em larga escala da vacina contra a Covid-19, conhecido como teste de Fase III, disse nesta segunda-feira o chefe do fundo soberano da Rússia, que está apoiando a vacina.

“Em apenas duas semanas, 55.000 voluntários já foram recrutados em Moscou”, disse Kirill Dmitriev, chefe do Fundo Russo de Investimento Direto. Este número é bem maior que o exigido pelos protocolos internacionais, que falam em 40 mil para a fase de pós-registro do ensaio clínico.

Dmitriev atribui a alta velocidade de recrutamento, em grande parte, ao entendimento dos voluntários sobre a segurança e eficácia da plataforma de vetores adenovirais humanos, que é a base da vacina russa e tem sido repetidamente testada por especialistas de diferentes países.

Mais de 250 ensaios clínicos foram realizados e mais de 75 publicações internacionais foram emitidas confirmando a segurança de vacinas e medicamentos baseados em adenovírus humano. Os especialistas provaram a ausência de possíveis efeitos colaterais graves da plataforma de vetores adenovirais humanos, em contraste com as novas e ainda não comprovadas tecnologias de vetores adenovirais de macaco ou mRNA. ”

O Fundo Russo informou ainda que as empresas Pfizer e Moderna, que desenvolvem vacina com tecnologia de mRNA, experimental e não testada, ainda não recrutaram 30.000 pessoas para os ensaios clínicos de Fase 3, embora tenham começado a recrutar voluntários no final de abril e final de julho, respectivamente. A AstraZeneca (Oxford), desenvolvedora de vacina de vetor adenoviral de macacos, planeja recrutar 30.000 voluntários norte-americanos em dois meses.

Os russos começaram a recrutar em 26 de agosto para o que foi anunciado como testes de Fase III. Os resultados iniciais são esperados para outubro ou novembro deste ano, disseram as autoridades.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *