Apoio a Bolsonaro é ligado a mortes por Covid-19, por Vanessa Grazziotin

“Contrariando as orientações científicas, as orientações médicas, Bolsonaro incentivava – como incentiva até hoje – as pessoas a se exporem completamente”

Nesta terça-feira (13), o jornal Folha de S. Paulo divulgou uma pesquisa que comprova aquilo que a imprensa brasileira e a imprensa do mundo inteiro falavam a respeito da postura irresponsável de Jair Bolsonaro diante da pandemia. 

Uma postura da mais completa irresponsabilidade que colocou em risco a vida de milhares e milhares de brasileiras e de brasileiros. Porque, contrariando as orientações científicas, as orientações médicas, Bolsonaro incentivava – como incentiva até hoje – as pessoas a se exporem completamente. 

Essa pesquisa realizada através de uma parceria da Universidade Federal do Rio de Janeiro com o francês IRD, Instituto de Pesquisa para o Desenvolvimento, analisou dados socioeconômicos de 5.570 municípios brasileiros. Dados como pobreza, raça e informalidade no mercado de trabalho, mas também dados relativos às eleições de 2018, ou seja, o primeiro turno das eleições presidenciais. 

E ficaram claras as seguintes conclusões:

Primeiro, quanto mais pobre é a população, quanto mais a população está no mercado informal de trabalho, maior é o índice de infecção por coronavírus e, portanto, maior o índice de morte também.

Mas o dado que chama a atenção diz respeito ao efeito Bolsonaro diante da Covid-19. Ou seja, nos municípios que mais apoiaram Jair Bolsonaro nas eleições de 2018, foram exatamente os municípios onde maior foi o índice de contaminação e de óbitos pela covid-19. 

A pesquisa chegou à conclusão de que para cada 10 pontos percentuais a mais nos votos para Bolsonaro houve um acréscimo de 11% no número de infectados e de 12% o número de óbitos. Ou seja, quanto maior o apoio ao Bolsonaro, maior o número de infectados e maior o número de óbitos. 

Isso porque as pessoas apoiam Bolsonaro e acreditam no Bolsonaro. E ao invés de seguirem os conselhos da ciência, os conselhos médicos, seguiram os conselhos de Bolsonaro e foram para as ruas, se expondo ao vírus. Se infectaram e morreram em número maior. 

Então vejam, eu acho que o que fica dessa pesquisa e o que deixa muito claro é que quando responsabilizamos Bolsonaro pelas milhares e milhares de mortes ocasionadas no Brasil, isso não foi apenas um discurso político, isso é a realidade. 

Ou seja, a realidade comprovada agora cientificamente através dessa pesquisa, repito, desenvolvida pela UFRJ em parceria com o IRD. Sendo assim, está comprovado que Bolsonaro faz mal ao Brasil. Bolsonaro faz mal às pessoas. 

Lamentavelmente o mal que ele provoca ao nosso país e à nossa gente não é somente por conta da sua atitude irresponsável diante da covid-19. É também por conta da sua política de desmonte do Estado brasileiro, da proteção social e dos direitos dos trabalhadores. 

Lutar contra a política de Bolsonaro é a prioridade de todos nós. 

Autor

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *