Livro sobre atuação sindical celebra o centenário do PCdoB

Cem Anos dos Comunistas no Movimento Sindical mostra a estreita ligação entre o movimento sindical liderado pelos comunistas e o crescimento e amadurecimento do Partido

O livro Cem Anos dos Comunistas no Movimento Sindical foi escrito por mim e por Nivaldo Santana, sob a demanda da Secretaria Sindical Nacional do PCdoB para celebrar o centenário de atuação dos comunistas entre os trabalhadores.

A obra traça uma visão panorâmica da atuação do Partido Comunista do Brasil desde os primórdios do sindicalismo no País e seus embates com as concepções anarcossindicalistas até os dias atuais. Realizamos um esforço de pesquisa bibliográfica e de entrevistas com dirigentes sindicais e estudiosos do sindicalismo, o que não exime o livro de eventuais abordagens incompletas; no entanto, não deixa de ser um ponto de partida para recuperar e sintetizar a atuação dos comunistas no movimento sindical nesses cem anos.

“Nesse século de atuação militante e combativa, os comunistas jamais abdicaram de lutar em defesa dos direitos dos trabalhadores e das trabalhadoras, da democracia, da soberania nacional e do desenvolvimento do Brasil; e sempre mantiveram de pé a bandeira do socialismo como alternativa de fundo para os impasses do País”, afirma Nivaldo Santana, secretário Sindical Nacional do PCdoB e um dos autores do livro.

Ao lado das contribuições dos comunistas sindicalistas ao avanço civilizacional do País, com inegável saldo positivo, a sistematização da atuação dos comunistas no movimento sindical também aponta limitações, insuficiências e erros de posicionamento ou inadequada avaliação da conjuntura e de correlação de forças em determinados períodos históricos.

Cem Anos dos Comunistas no Movimento Sindical mostra a estreita ligação entre o movimento sindical liderado pelos comunistas e o crescimento e amadurecimento do Partido. Em certos períodos de sua história, a relação entre Partido e Sindicato foi quase simbiótica. Fruto da experiência e do desenvolvimento teórico, os comunistas defendem o fortalecimento dos sindicatos e respeitam sua autonomia e seu caráter unitário e democrático.

“Esperamos que este livro contribua para a preservação da história dos comunistas e para a construção dos anos vindouros; para preservar e atualizar a teoria revolucionária; garantir a orientação política correta; perseverar na ação política de massas, com forte ligação com os trabalhadores e o povo; aprofundar e atualizar os conhecimentos sobre a realidade do Brasil e do mundo; e procurar sempre ser um partido antenado às profundas mudanças que ocorrem na organização e gestão do trabalho, aos avanços das formas de comunicação e às grandes batalhas de ideias”, diz Nivaldo Santana.

O livro será lançado em Niterói (RJ) no dia 26 de março, no Festival Vermelho.

Cem Anos dos Comunistas no Movimento Sindical tem 468 páginas, é uma publicação da editora Anita Garibaldi e estará disponível a partir do dia 20 deste mês no site da editoria.

Para lançamentos nos estados e aquisição de mais de um exemplar, favor entrar em contato com a secretaria Sindical Nacional pelo email [email protected]