Diretrizes de Programa e plataforma para participação popular serão lançadas amanhã

A partir das 10h, os pré-candidatos Lula e Geraldo Alckmin, acompanhados pelos presidentes dos partidos que compõem a coligação Vamos Juntos pelo Brasil, lançam em São Paulo as diretrizes do programa de governo e uma plataforma virtual para recolher sugestões.

Foto: Ricardo Stuckert

Os pré-candidatos Luiz Inácio Lula da Silva e Geraldo Alckmin, lançam nesta terça-feira (21), em São Paulo (SP), a partir das 10h, as diretrizes do programa de governo da chapa. O documento, estruturado a partir dos eixos “desenvolvimento social e garantia de direitos”, “desenvolvimento econômico e sustentabilidade socioambiental e climática” e “defesa da democracia e reconstrução do Estado e da soberania”, apresenta as principais ideia-força da aliança progressista, formada por PT, PCdoB, PV, PSB, REDE, PSOL e SOLIDARIEDADE, para reconstruir o Brasil.

O documento foi elaborado pela comissão dos partidos que compõem o movimento. Além disso, foi aprovado pelos presidentes desses partidos e pelos pré-candidatos Lula e Alckmin.

Leia também: “Ele vai ter que aprender a perder”, diz Lula sobre Bolsonaro

A presidenta nacional do PCdoB e vice-governadora de Pernambuco, Luciana Santos, anunciou que estará em São Paulo para o lançamento das diretrizes do programa de governo e da plataforma virtual. “O novo tempo que nosso Brasil precisa inaugurar será construído com amplitude e participação popular , como sonho e esperança, e, sobretudo, com muita disposição de trabalho e amor pelo nosso país. Vamos [email protected]”, escreveu em suas redes sociais.

Plataforma virtual possibilitará participação popular

No evento será apresentada a plataforma virtual, que irá deflagar a participação popular na construção do programa de governo. Intitulado “Juntos pelo Brasil”, o ambiente virtual, que ficará aberto por cerca de 30 dias, é o próximo passo para a construção do programa de governo e abrigará o documento de diretrizes.

A ferramenta permitirá o envio de sugestões, bem como a realização de debates, fóruns, discussão e consultas, em um amplo envolvimento da sociedade civil. Terá ainda um canal de organização para envolver a participação dos comitês populares e organizações dos movimentos populares.

Leia também: Em Sergipe, Lula diz que vai cuidar do povo e da cultura

A expectativa é que a plataforma amplie o engajamento para que a base social da coligação se aproprie das propostas contempladas no programa de governo e se envolva de fato na construção coletiva do projeto. Em paralelo a isso, serão aberta mesas de diálogo para avançar no debate com entidades nacionais que já se articularam para encaminhar propostas ao plano de governo e aprofundar as formulações.

Ao final desse processo participativo, a candidatura Lula-Alckmin espera entregar um programa de governo inovador, criativo, portador de futuro, sintético e compreensível – com tem feito as principais candidaturas presidenciais contemporâneas. O programa de governo também contemplará as principais propostas de impacto da candidatura.

Com informações do site lula.com.br

Autor