A esquerda bem informada
A esquerda bem informada

Atilio Boron

Sociólogo e PhD pela Universidade de Harvard, é professor de Teoria Política e Social na Universidade de Buenos Aires
Conflito Rússia-Ucrânia: um segundo olhar, por Atilio Boron

A Rússia e a Guerra Fria. Uma liderança europeia míope e corrupta. A linha vermelha da OTAN na Ucrânia

Victoria Nuland, personagem sombria na crise da Ucrânia

Nuland, e os “falcões” de Washington, são a expressão mais radicalizada e violenta do imperialismo na atual fase de declínio.

Chile: Kast é pior que Pinochet, por Atilio Boron

Pinochet executou o Plano Condor, mas nunca confessou sua existência. Kast, por outro lado, anuncia com o peito inflado de arrogância e procurando a piscadela cúmplice de Washington.

Chile e Venezuela: mensagens distintas, por Atilio Boron

Enquanto a governo bolivariano se fortalece na Venezuela, no Chile o avenço da extrema direita é motivo de preocupação.

Biden e a Nicarágua, por Atilio Boron

Não estamos precisamente diante de um homem santo que personifica a essência mais primitiva dos valores democráticos. Quem fala é um político do império que diz o que lhe convém e nada mais.

Cuba, o bloqueio e a crise

Com tática bem definida de estrangular a economia cubana, preparando terreno para convulsões populares, o imperialismo mais uma vez investe em ataque à Revolução Cubana

Pedro: um castelo inexpugnável, por Atílio Borón

Pedro Castillo chega à reta final da apuração eleitoral para a presidência do Peru com uma diferença de cerca de […]

A batalha eleitoral no Equador, por Atilio Boron

Uma campanha exaustiva marcará o segundo do eleição presidencial do país sul americano.

A herança política de Trump, por Atilio Boron

O principal saldo, por ora, desta eleição é a consolidação de uma direita populista radical.

Chile: agora começa a transição, por Atilio Boron

O resultado do plebiscito é categórico e irrecorrível . Depois de uma entrega muito difícil, a sociedade chilena reinicia sua transição para a democracia.

Bolívia: o retorno da esquerda

Quem se atreveria a descartar a ideia de que naquele coração da América do Sul que é a Bolívia acaba de nascer o sol cujos raios iluminarão as próximas eleições.

Quino e sua semeadura, por Atílio Boron

Quino foi um semeador incansável de ideias “incorretas”, isto é, rebelde; não satisfeito com isso, ele também era um teimoso cultor das utopias

1 2