Parasita

Rio de Janeiro, 11 de Fevereiro de 2020.

Rio de Janeiro, 11 de Fevereiro de 2020.

Pai,
esse fim de semana teve a cerimônia do Oscar.
Todo mundo querendo ver documentário brasileiro sendo anunciado lá na festa. Era difícil, mas ficamos torcendo aqui.
Mas a maior surpresa da noite, foi o Oscar de melhor filme ter sido dado pela primeira vez para um filme estrangeiro.
Reparou o nome do filme, pai?
Logo depois do Ministro da Economia, falar que o funcionário público no Brasil é um parasita, um filme com o mesmo nome ganha o Oscar.
Lembrando que ministro é um funcionário público, né!
Presidente também!
Será que era uma autocrítica?
Ele foi funcionário boa parte de sua vida, antes de ser nomeado ministro.
Seu chefe, é um parasita, digo, um funcionário público de carreira, e nunca teve um emprego formal, na iniciativa privada!
Seriam então, o ministro e o presidente, dois parasitas?
Mas voltando ao Oscar, não foi desta vez que uma estatueta vem pro Brasil.
“Indústria Americana” ganhou o prêmio de melhor documentário, mas lavamos a alma, quando a diretora do filme citou uma frase do manifesto comunista, de Marx e Engels:
– Trabalhadores do mundo, uni-vos!
Espero que os trabalhadores daqui tenham entendido o recado.
Petra não ganhou o Oscar, mas Democracia em Vertigem denunciou o golpe em 190 países.
Ela foi vencedora sim!
O documentário cumpriu seu papel.
Antes dele, o elenco do filme Aquarius também denunciou o Golpe no tapete vermelho.
O mundo já sabe!
Foi golpe!
Um beijo do seu filho,
Ivan

Autor