A esquerda bem informada
A esquerda bem informada

Tag: Banco Mundial

Quem liga para o Banco Mundial?

O Banco Mundial se esquece de mencionar a enorme regressividade do sistema tributário brasileiro, nem faz a pergunta mais importante sobre o 'ajuste'.

Por Wolfgang Lenk e Filipe Mendonça

Wolfgang Lenk e Filipe Mendonça: Quem liga para o Banco Mundial?

O Banco Mundial se esquece de mencionar a enorme regressividade do sistema tributário brasileiro, nem faz a pergunta mais importante sobre o 'ajuste'.

Por Wolfgang Lenk* e Filipe Mendonça**, na Carta Maior

As universidades federais são mais eficientes que o Banco Mundial

Uma instituição financeira internacional, o Banco Mundial, publicou um relatório criticando, entre outras políticas públicas no Brasil, o Ensino Superior público e gratuito. O documento contém inúmeros erros na apresentação do Sistema de Universidades Públicas Federais, que merecem reparo.

Por Emmanuel Zagury Tourinho

Banco Mundial: pouco rigor e classificação por renda distorcida

No relatório encomendado pelo governo brasileiro há pouco rigor técnico-científico e impropriedades na classificação por renda: para o Banco Mundial os ‘extremamente pobres’ recebem até R$ 92/dia, enquanto que aqui se usa o parâmetro de R$ 2,33/dia para programas como o Bolsa Família.

Por Rafael da Silva Barbosa*

Saber, poder e indução política: Banco Mundial, ator intelectual

 Nos últimos dias, o Banco Mundial divulgou o relatório intitulado “Um ajuste justo: análise da eficiência e equidade do gasto público no Brasil”, com diversas prescrições sobre o que as autoridades brasileiras devem fazer em matéria de ajuste fiscal. Com ampla repercussão nos grandes veículos de comunicação e reações contrárias nas mídias sociais, o relatório trouxe para o centro da cena pública o debate sobre o Banco e sua atuação no país. 

Por João Márcio Mendes Pereira*

Banco Mundial se manifesta contra os brasileiros pobres

Colocada em prática, a proposição neoliberal do Banco Mundial tanto aprofundará a desigualdade brasileira como desconstruirá a dinâmica da economia social inaugurada pela Constituição de 1988.

Por Marcio Pochmann*

Quatro economistas rebatem relatório do Banco Mundial

Márcio Pochmann, Reginaldo Moraes, Carlos de Assis e Luiz Gonzaga Belluzzo fazem um contraponto aos argumentos do Banco Mundial pela reforma da Previdência.

Paulo Kliass: O Banco Mundial dos velhos tempos

O dia 21 de novembro de 2017 talvez tenha marcado uma triste mudança de rota no comportamento de um dos principais organismos multilaterais em sua história mais recente de relações com o Brasil. Naquela terça-feira foi convocada uma cerimônia oficial para o lançamento de um importante documento oficial do Banco Mundial (BM), com o pomposo título “Um Ajuste Justo: Análise da eficiência e equidade do gasto público no Brasil”.

Por Paulo Kliass*

José Celso Cardoso: Réplica ao Relatório do Banco Mundial

O Banco Mundial acaba de lançar um relatório que analisa a eficiência e equidade do gasto público no Brasil. O economista do IPEA José Celso Pereira Cardoso Junior analisa o relatório e refuta a defesa que o organismo faz dos cortes de despesa pública, sobretudo na área social. O economista mostra que o documento é muito mais uma peça de apoio às reformas neoliberais do governo Temer, que uma análise técnica do atual estágio das contas públicas nacionais.

Por um ajuste justo do Banco Mundial

Relatório feito pelo banco sugere o fechamento de hospitais de pequeno porte por hospitais maiores em favor de ganhos de escala, desconhecendo a dimensão continental do país. O que vê como ineficiência se traduz em direito à vida e é previsto na Constituição de 1988.

Por Rafael da Silva Barbosa*

A (má) influência do Banco Mundial na política econômica brasileira

A instituição financeira chancela reformas do governo Temer que não são aplicadas no resto do planeta.

Por Sérvulo Carvalho*

Banco Mundial defende desmonte da Previdência e mira servidor público

O relatório "Um ajuste Justo, uma análise da eficiência e equidade do gasto público no Brasil", publicado nesta terça-feira (21), sugere uma agenda nefasta e que aprofunda ainda mais a onda de cortes do Governo Michel Temer.

1 2 3 4 5 6