A esquerda bem informada
A esquerda bem informada

Tag: desemprego

Desemprego é o menor e salário médio o maior desde 2002

Seis regiões metropolitanas do Brasil apresentaram taxa de desemprego de 6,2% em setembro — menor índice já registrado desde o início da série histórica em março de 2002. Em agosto, a taxa de desemprego no Brasil havia ficado em 6,7% e, em setembro do ano passado, em 7,7%.

Dieese aponta queda no desemprego em sete regiões metropolitanas

A taxa de desemprego apurada pelo Departamento Intersindical de Estatística e Estudos Socioeconômicos (Dieese) em sete regiões metropolitanas voltou a cair durante o mês de agosto.

Agosto registra menor taxa de desemprego desde 2002

A taxa de desemprego no país foi de 6,7% em agosto deste ano, a menor desde o início da série histórica, em março de 2002. O índice também é menor do que os 6,9% registrados em julho deste ano e do que os 8,1% de agosto de 2009. Os dados fazem parte da Pesquisa Mensal de Emprego, divulgada nesta quinta (23) pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE).

Eleições 2010: desemprego perde destaque na campanha

O desemprego, que figurou como grande preocupação dos brasileiros nas eleições passadas, não são o maior destaque das campanhas deste ano. O crescimento da economia brasileira e o fato de o mercado interno ter resistido à crise econômica do ano passado diminuíram o destaque da geração de empregos na campanha eleitoral deste ano, que está mais focada em questões sociais.

Taxa de desemprego medida pelo IBGE cai para 6,9% em julho

A taxa de desemprego em julho foi de 6,9%, a menor para este mês desde março de 2002, segundo os dados da Pesquisa Mensal de Emprego do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), divulgados hoje (26).

França registra nível recorde de desemprego

Os organismos oficiais franceses classificaram o ano de 2009 como o pior desde a II Guerra Mundial em termos de destruição absoluta de postos de trabalho, ultrapassando os recordes atingidos em 1976 na sequência da chamada «crise do petróleo».

Brizola Neto: Quando Serra perdeu em 2002, o emprego ganhou

Durante muitos anos o Brasil foi o país do biscate, da “viração”, do jeitinho, do “arrumar algum”. O emprego com carteira assinada passou a ser um sonho tão grande que até virou bandeira de campanha eleitoral – você se lembra que a velha carteirinha azul, criada por Vargas, virou até mesmo peça de campanha de Serra em 2002? Como Serra perdeu, a carteira assinada ganhou.

por Brizola Neto, em seu blog Tijolaço

Catho lança nova pesquisa nacional sobre emprego e salário

A Catho Online, maior classificados online de currículos e empregos da América Latina, lança para todo o Brasil a 32ª edição de sua Pesquisa Salarial e de Benefícios, produto que auxilia, há mais de dez anos, empresas na administração de sua tabela salarial, benefícios e remuneração variável.

Ceará registra mais de seis mil empregos gerados em junho

No semestre, foram mais de 30 mil postos criados. Este resultado coloca o Ceará como o segundo estado da Região Nordeste em geração de emprego.

Paul Krugman: Austeridade contraproducente

O blog de economia do WSJ traz um artigo interessante mostrando como a restrição dos benefícios aos desempregados pode na verdade acabar aumentando o déficit no longo prazo, ao fazer com que trabalhadores perto da idade de aposentadoria se vejam obrigados a recorrer a programas de aposentadoria por invalidez. Mas a questão vai muito além disto.

Paul Krugman

Desemprego fica em 7,5% em maio, menor taxa para o mês desde 2002

A taxa de desemprego nas seis maiores regiões metropolitanas do país foi de 7,5% em maio. Trata-se da menor taxa para os meses de maio registrada desde 2002, conforme divulgou hoje o Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE). Em abril, o desemprego atingiu 7,3% da população economicamente ativa e, em relação a maio do ano passado, houve recuo de 1,3 ponto percentual.

Desemprego mundial cresceu 34 milhões em dois anos

A crise econômica mundial fez o número de desempregados no mundo subir de 178 milhões em 2007 para 212 milhões em 2009 (6,6%). Os números são da OIT (Organização Internacional do Trabalho). ligada às Nações Unidas, que realizou sua conferência esta semana. A OIT adverte que as medidas de austeridade a pretexto de conter déficits públicos pode aumentar ainda mais a taxa de desemprego mundial.

1 65 66 67 68 69