A esquerda bem informada
A esquerda bem informada

Tag: diplomacia

Eduardo Bolsonaro como embaixador “é chocante”, diz Ricupero

A eventual designação do deputado federal Eduardo Bolsonaro como embaixador do Brasil nos Estados Unidos seria “uma notícia extremamente chocante”, uma medida inédita em países ocidentais. A avaliação é de Rubens Ricupero, ex-ocupante do cargo durante dois anos, entre 1991 e 1993. O posto é um dos mais prestigiosos da diplomacia brasileira.

Bolsonaro coloca o Brasil a reboque de Israel

"Brasil deixou neutralidade e passou a fazer jogo de Israel, diz embaixador" – nesta entrevista a Talita Marchao, publicada nesta terça-feira (2) no portal UOL, o embaixador Marcos Azambuja, que foi secretário-geral do Itamaraty sob o governo de Fernando Henrique Cardoso, entre 1990 e 1992, é taxativo: a visita de Jair Bolsonaro a Israel ocorre num momento inadequado.  

Ernesto Araújo anuncia diplomacia brasileira nos braços dos EUA

Ministro das Relações Exteriores assume com pregação fundamentalista e submissa ao regime de Washington. 

Brasil se alinha aos EUA ao anunciar saída do Pacto Global de Migração

O embaixador Ernesto Araújo, próximo ministro de Relações Exteriores, disse nesta segunda-feira (10), que o governo do presidente de Jair Bolsonaro não vai se dissociar do Pacto Global de Migração. Segundo ele, a imigração deve ser tratada de acordo com "a realidade e a soberania de cada país". Para João Carlos Jarochinksi Silva, professor de Relações Internacionais da Universidade Federal de Roraima, não se sustenta e coloca o Brasil ao lado dos EUA, contrário ao pacto.

O cruzado tropical e as origens do liberalismo teocrático

Pela primeira vez desde o Império a mais poderosa e organizada carreira burocrática do Estado brasileiro, a diplomacia, será chancelada por uma doutrina teocrática das Relações Exteriores.

Por André Calixtre, no Le Monde Diplomatique*

A política exterior brasileira prisioneira de uma visão extremista

O governo eleito anunciou como futuro Ministro das Relações Exteriores o diplomata Ernesto Araújo. Com 51 anos e 29 de Itamaraty, ele nunca ocupou chefia de missões diplomáticas e fez campanha aberta para o então candidato Bolsonaro em seu blog, chamando o PT – Partido dos Trabalhadores – de “partido terrorista”.

Por Walter Sorrentino*

Temer trai mesmo a tradição conservadora da diplomacia

O Brasil – e a diplomacia brasileira – tem larga tradição de defesa da soberania nacional.

Por José Carlos Ruy*

Vanessa Grazziotin: A farsa da meritocracia tucana

Em artigo, a senadora Vanessa Grazziotin questiona a indicação do diplomata Eduardo Sabóia para assumir a Embaixado do Brasil no Japão.

O que esperar da nova estratégia militar dos EUA 

O governo norte-americano apresenta a sua nova estratégia de defesa nacional, em que será expressa a preocupação com a evolução tecnológica das duas potências e a evolução dos seus objetivos globais; depois da divulgação da nova estratégia de segurança nacional por Trump em dezembro de 2017, o novo documento gera receios. Enquanto isso, China cresce cada vez mais

Por Alessandra Monterastelli *

A China aumenta sua influência global, cada vez com mais aliados 

Os esforços para se aproximar de países e fazer aliados avançam cada vez mais, com sucesso. Enquanto a administração de Trump rompe acordos e questiona alianças, o gigante asiático impulsiona os laços políticos, culturas e sociais, com destaque para a América Latina; as viagens constantes de Xi Jinping seguem a proposta de construir "uma comunidade de futuro compartilhado"

Na China, Trump adotou tom mais suave em busca de acordos comerciais 

Donald Trump foi recebido pelo líder chinês Xi Jinping na quarta-feira (8), ao desembarcar em Pequim. Foi recebido com uma cerimônia de boas-vindas diante do Grande Salão do Povo, no centro da capital chinesa. Apesar das divergências entre os dois líderes, o clima foi ameno e propicio para acordos comerciais; no Vietnã, Trump volta a endurecer o tom 

Por Alessandra Monterastelli*

Trump une-se ao Japão contra a Coreia Popular em sua viagem pela Ásia

O presidente dos Estados Unidos Donald Trump está no Japão, primeiro país que visita em sua viagem à Ásia; a intenção é estreitar os laços com o país para pressionar a Coreia Popular e garantir seu espaço perante o crescimento da China. O presidente norte-americano deveria visitar ainda a Coreia do Sul, China, Vietnã e Filipinas

Por Alessandra Monterastelli*

1 2 3 4 15