A esquerda bem informada
A esquerda bem informada

Tag: Reservas internacionais

Dólar a R$ 6: especulação reflete falta de confiança e credibilidade

Nesta quinta (14), o dólar comercial voltou a bater recorde, chegando a R$ 5,96 na máxima do dia. Ontem, a divisa norte-americana fechou cotada a R$ 5,90.

Queima de US$ 54 bilhões não evita alta do dólar, que vai a R$ 6

Equipe econômica de Paulo Guedes torra parte das reservas cambiais acumuladas por Lula e Dilma – o equivalente a R$ 317,5 bilhões –, mas não impede a fuga de capitais, nem reduz vulnerabilidade do Brasil. Política de Bolsonaro é um buraco para o desenvolvimento.

Celso Furtado. A questão da soberania nacional

No crítico cenário político-econômico atual, vale revisitar uma entrevista de Celso Furtado de 20 anos atrás, quando ele antevia o risco de erosão da soberania e a eventualidade de o Brasil se tornar província de um império.

Reservas para que(?) te quero

As reservas internacionais são parte fundamental da redução da vulnerabilidade externa do país e seu uso deve se dar somente visando ao bom funcionamento do mercado cambial brasileiro.

É preciso preservar reservas para garantir a posição externa do País 

Ressurgiu o debate sobre se seriam excessivas as reservas do Brasil, atualmente em torno de US$ 380 bilhões. Não seria possível dar melhor uso a esses recursos em vez de deixá-los parados, rendendo juros modestos em aplicações no exterior?

Por Paulo Nogueira Batista Jr.*

 A perigosa ideia de Paulo Guedes

 A venda de reservas internacionais não contribui para o ajuste fiscal e aumenta a vulnerabilidade externa.

Por Paulo Nogueira Batista Jr.

Paulo Kliass: O Brasil e as reservas internacionais

A triste e trágica combinação da profunda crise econômica com o processo eleitoral coloca, de forma inescapável, a necessidade de se discutir o caminho trilhado com a adoção do austericídio e as alternativas de política econômica que se colocam para o próximo mandato.

Por Paulo Kliass*

Lula e Ciro defendem uso de reservas para retomada econômica

Márcio Porchman e Nelson Marconi concordam com o uso dos recursos para fomentar a economia, mas por caminhos diferentes.

Reservas cambiais da China aumentam pela primeira vez desde junho

As reservas cambiais da China aumentaram levemente em fevereiro, expandindo-se pela primeira vez desde junho, de acordo com dados oficiais divulgados nesta terça-feira (7).

Programa de emergência do PT e utilização de reservas internacionais

O programa nacional lançado para discussão pela direção nacional do PT em fevereiro passado (também chamado de programa de emergência para a crise) apresenta como novidade uma proposta de utilização de parte de nossas reservas internacionais como fonte de recursos (funding) para o financiamento de projetos de infraestrutura.

Por Lécio Morais*

Economista defende redução de juros e uso de reservas cambiais

Diante da proximidade da reunião do Copom, o grupo de especialistas que critica a possibilidade de uma alta na taxa de juros só faz crescer. Em artigo publicado no Diario de Pernambuco, nesta quinta (7), o economista e presidente da consultoria Datamétrica, Alexandre Rands, afirma que uma análise do déficit fiscal brasileiro já indica que subir a Selic não é boa estratégia. Para estimular a economia, ele defende a diminuição do encargo com juros combinada com o uso das reservas cambiais.

Reservas internacionais: uma cara segurança

O que torna esta crise brasileira diferente das anteriores é a ausência de escassez de divisas que estrangula a importação, suspende o pagamento da dívida externa e provoca fuga de capitais em massa, seguida de um colapso fiscal pela incapacidade do financiamento do Estado. Há um consenso de que a causa central dessa diferença é a existência de uma enorme reserva de dólares. As reservas internacionais, construídas a partir de 2006, atingem hoje 16% do PIB em dólares.
Por Lécio Morais*

1 2