Nazistas invadem seminário sobre ódio contra LGBTI+ nas eleições

Nesta quinta-feira (15), 18h30, após abertura da Live de Seminário “Diálogos para enfrentar as desinformações, notícias falsas e discurso de ódio nas eleições municipais”, evento que faz parte do Programa Voto Com Orgulho da Aliança Nacional LGBTI+, foi invadido por hackers com imagens e mensagens nazistas, discriminatórias e pornográficas.

Ativistas LGBTI denunciam invasão de neonazistas a seminário virtual

Logo após a abertura do Seminário, houve uma invasão do seminário quando era aberta a segunda mesa sobre a “Legislação Eleitoral e o Enfrentamento de Desinformação, Notícias Falsas e Discursos de Ódio contra LGBTI+”. A invasão se deu por meio de imagens de suástica nazista, saudação nazista, vídeo queimando a bandeira LGBTI+ e imagens pornográficas. Houve ainda a mensagem: “É necessário que eu deva morrer pelo meu povo, mas meu espirito se levantará da sepultura e o mundo saberá que eu estava certo”,  Adolf Hitler

Uma comissão de advogadas e advogados – formado por Marcel Jerônimo, Adriel Ronan, Carlos Nicodemos, Dandara Rudsan, Amanda Balisa e Patrícia Mannaro foi constituída para oferecer suporte à entidade nacional.

A Aliança Nacional LGBTI+ fará, nesta sexta, registro de ocorrência na Polícia Federal, comunicado ao Ministério Público Federal Eleitoral e as pessoas participantes farão registro de ocorrência nas Delegacias de Crime da Internet da Polícia Civil nos Estados.

Para Toni Reis, presidente da Aliança Nacional LGBTI+ “divulgar os símbolos nazistas é crime de racismo! Conforme artigo 20, da Lei 7716 de 1989, parágrafo primeiro afirma que é crime ´fabricar comercializar, distribuir ou veicular símbolos, emblemas, ornamentos, distintivos ou propagandas que utilizem a cruz suástica ou gamada para fins de divulgação do nazismo’. Com a decisão do STF que considerou a LGBTIfobia como crime de racismo, não podemos aceitar esse ataque racista e discriminatório. A liberdade de expressão precisa ser garantida e o sistema de segurança e justiça precisam atuar no caso. O ataque que sofremos é uma grave violação da agenda democrática no Brasil”.

Cláudio Nascimento, Diretor de Políticas Públicas da Aliança Nacional LGBTI+ e Coordenador do Seminário, afirmou: “ficamos chocados com esse ataque as liberdades democráticas, de apologia ao discurso de ódio, a LGBTIfobia e a propaganda nazista. Estão fazendo isso nas lives de feministas, dos povos pretos e contra nós LGBTI+. Os órgãos da polícia e da justiça precisam agir para coibir crimes de ódio e ataques às liberdades democráticas e aos direitos humanos. O movimento LGBTI no Brasil há mais de quatro décadas vem sofrendo diversos ataques, mas esta perseguição não vai nos esmorecer, pelo contrário, seguiremos na luta pela cidadania LGBTI+ e contra o nazismo.”

Após o ataque, o Seminário “Diálogos para o enfrentamento das desinformações, notícias falsas e discursos de ódio” do Programa Voto com Orgulho da Aliança Nacional LGBTI+ será realizado no dia 22 de outubro, as 18h, com mais rigor na segurança digital e será exibido na Facebook da Aliança Nacional LGBTI+ e de entidades parceiras. As pessoas que quiserem participar do seminário deverá se inscrever NESTE LINK.

A Aliança Nacional LGBTI+ conta com uma Central de Denúncias que no período eleitoral está voltada a receber denúncias de desinformações, notícias falsas e discursos de ódio contra candidaturas LGBTI+ e pessoas aliadas e contra a nossa a agenda dos direitos da População LGBTI+.

CLIQUE AQUI para acessar a Central de Denuncias

Veja um dos registros da denúncia:

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *