A esquerda bem informada
A esquerda bem informada

Traduzido por Cezar Xavier

Positividade tóxica: quem desabrocha a partir de conselhos de coaches?

Dicas psicológicas não são suficientes – as políticas precisam abordar as desigualdades estruturais para que todos, e não apenas pessoas brancas e abastadas, possam “desabrochar”

Zelensky trava guerra da comunicação como influencer nas redes sociais

Usando de estratégias retóricas bem sucedidas, o ucraniano sai da liderança omissa antes da guerra, para um personagem heróico, fomentado pelas redes sociais ocidentais contra a Rússia.

Transformações na China que levam migrantes para a África

Ainda que haja uma mudança econômica profunda no país com estímulo à migração interna e externa, as possibilidades de ascensão social são limitadas por aspectos culturais chineses, que não existem em sociedades africanas.

Viktor Orbán: controverso primeiro-ministro húngaro garante quinto mandato

Tendo ocupado o poder continuamente desde 2010, o húngaro Viktor Orbán é o primeiro-ministro mais antigo da Europa. Agora, enquanto a […]

Quais países têm armas nucleares e onde estão?

Tanto Rússia como Estados Unidos têm milhares de armas nucleares. Entre elas há umas 1.600 em cada lado capazes de alcançar objetivos em todo o mundo.

IPCC: As cidades costeiras são sentinelas das mudanças climáticas

Danos aos portos podem comprometer severamente as cadeias de suprimentos globais e o comércio marítimo, com potencialmente grandes ramificações geopolíticas e econômicas.

Refugiados ucranianos encontram asilo fácil na Europa, ao contrário de árabes e africanos

Já na 2a. Guerra Mundial, europeus eram beneficiados com pedidos de asilo, enquanto outros são discriminados, até hoje, pela religião, idade ou condição econômica.

Antivacinas falam em liberdade pessoal, mas mascaram os motivos reais

Motivações ideológicas e políticas conjunturais sempre estiveram na base da resistência à vacinação. As greves de caminhoneiros apropriadas pela extrema direita política revelam isso.

Como farmacêuticas evitam transferência de tecnologia para OMS na África

Empresas como BioNTech têm sido acusadas de sabotar as atividades do centro para evitar a transferência de tecnologia de vacina. As dificuldades lembram a luta por patentes para medicamentos para HIV

Que hábitos da pandemia vieram para ficar?

Pesquisas vão revelando que, aos poucos, vamos retomar hábitos antigos, ainda que com receio. Voltar ao trabalho com colegas, comprar na lojinha da rua, viajar para o exterior ou apertar as mãos dos amigos parecem ser hábitos dos quais não queremos abrir mão.

Quatro mulheres negras que avançaram os direitos humanos

Ganesa-britânica, Efua Dorkenoo lutou contra a mutilação genital feminina. A ativista brasileira Marielle Franco lutou contra a violência policial nas favelas do Rio de Janeiro. A professora queniana Wangari Maathai percebeu o vínculo entre degradação ambiental e o sofrimento das mulheres. A economista Ngozi Okonjo-Iweala lutou pelo emprego das mulheres no governo da Nigéria.

Ucrânia: mulheres e guerra

As mulheres que hoje estão envolvidas na invasão russa da Ucrânia eram, há poucos dias, jornalistas , professoras , cantoras , funcionárias públicas , ministras , dançarinas , donas de casa, youtubers, mais ou menos crentes. Eram leitoras, feministas , cinéfilas, veganas; algumas cosmopolitas, outras hippies, rurais , urbanas ou punks, pobres ou ricas, com diferentes orientações sexuais. Muitas eram alunas que fazem perguntas ou prestam atenção em silêncio, mais ou menos ingênuas, politicamente conservadoras ou progressistas.

1 2 3 4 17