A esquerda bem informada
A esquerda bem informada

Internacional

Governo sírio reforça fornecimento de pão em Damasco

Uma nova padaria em Damasco, com capacidade de produzir 13 toneladas diárias, soma-se hoje aos esforços das autoridades sírias para fortalecer os serviços e garantir a alimentação dos cidadãos.

EUA seguem sem apresentar provas de que Síria usou armas químicas

Sem apresentar até hoje nenhuma prova que incrimine o governo sírio pelo suposto uso de armas químicas, os Estados Unidos persistem na intenção de bombardear esse país, ignorando a ONU e a opinião pública.

Thierry Meyssan: As luzes contra o colonialismo

Os acontecimentos que estamos a viver desde 21 de Agosto – o anúncio de bombardeio aliado contra a Síria e a sua rejeição pela Câmara dos Comuns britânica – não são uma competição entre as grandes potências coloniais, mas sim a ilustração da rebelião dos povos ocidentais contra os seus dirigentes.

Por Thierry Meyssan*, no Rede Voltaire

Programa Mais Médicos será assessorado por equipe da OMS

A Organização Pan-Americana da Saúde (OPAS), representação da Organização Mundial da Saúde (OMS) nas Américas, instituiu uma equipe que contará com 22 médicos cubanos para assessorar, monitorar e avaliar o Programa Mais Médicos do Ministério da Saúde.

União de mulheres síria denuncia pretextos de ataque a seu país

Em um comunicado da União Geral das Mulheres da Síria divulgado nesta terça-feira em língua portuguesa, a organização condena as tentativas do imperialismo de convencer a opinião pública mundial de que armas químicas teriam sido utilizadas pelo governo do país, afirmando que, na realidade, as elgações são mais uma mentira que os Estados Unidos e seus aliados utilizam para subjugar pelas armas uma nação soberana.

ONU pede que Chile restitua terras ancestrais indígenas

O Comitê da ONU contra a Discriminação Racial pediu nesta segunda-feira (2) ao Chile “acelerar o processo de restituição de terras ancestrais” e proporcionar aos povos indígenas os recursos que lhes permitam proteger suas terras”. Ao término de seu 85º período de sessões, o órgão da ONU emitiu suas conclusões e recomendações sobre o cumprimento da Convenção Internacional contra a Discriminação Racial por parte de um grupo de países.

Paraguai realizará marcha contra privatização do setor elétrico

Trabalhadores e técnicos do setor elétrico paraguaio iniciaram, na semana passada, mobilizações contra a aprovação contra o Marco Regulatório do Sistema Elétrico que, segundo os manifestantes, esconde uma “manobra privatizadora”. Nesta quinta-feira (4), os trabalhadores realizarão uma grande marcha no país.

Santos quer apressar o diálogo de paz com as Farc

O presidente da Colômbia, Juan Manuel Santos, disse nesta terça-feira (3) que as negociações de paz com as Forças Armadas Revolucionárias-Exército do Povo (Farc-EP) não podem durar “muito mais tempo”. Da Casa de Nariño, em Bogotá, o mandatário colombiano assegurou que os diálogos devem ter um novo ritmo, uma vez que está em fase de definições.

Escola de medicina cubana recebe 13 mil estudantes de 124 países

A Escola Latino-americana de Medicina (Elam), mantida pelos cubanos como uma das iniciativas de solidariedade internacional iniciou, nesta segunda-feira (2), o seu 14º curso. De acordo com o reitor dessa instituição, Rafael González, o curso que terá a participação de aproximadamente 13 mil estudantes provenientes de 124 países.

Moniz Bandeira coloca em xeque "ataque químico" na Síria

Em entrevista ao jornal O Estado de Minas, no último domingo (1º/9), o professor Luiz Alberto de Vianna Moniz Bandeira é um dos que coloca em xeque os relatos sobre o ataque químico na Síria.

Obama reitera ação militar na Síria e diz que já tem um plano

Em declaração dada à imprensa na Casa Branca nesta terça-feira (3), o presidente dos Estados Unidos, Barack Obama, voltou a defender uma ação militar contra Bashar al-Assad e disse ter um plano de apoio aos opositores do governo sírio. O líder norte-americano também reiterou que seria uma “operação limitada”, sem envolver soldados em solo.

Menem enfrenta tribunal na Argentina por sonegação de impostos

O ex-presidente argentino Carlos Menem compareceu diante do tribunal de Buenos Aires para enfrentar o início de seu segundo juízo pela acusação de falsificar suas declarações de imposto. Os promotores o acusam de falsidade ideológica e incumprimento de deveres de funcionário público já que omitiu informações sobre seus bens em 2000.

1 1.582 1.583 1.584 1.585 1.586 2.770