A esquerda bem informada
A esquerda bem informada

Tag: demissões

Paralisação na indústria naval resulta em 3 mil demissões no RJ

Pelo segundo dia consecutivo os trabalhadores do estaleiro Eisa, na Ilha do Governador (RJ), realizaram manifestações na tentativa de reverter a demissão de 3 mil empregados. Nesta terça (15) eles fizeram protestos em frente ao prédio da Sinergy, grupo que controla o estaleiro. Os atos continuam nesta quarta (16).

Por Railídia Carvalho

Paralisação na indústria naval resulta em 3 mil demissões no RJ

Pelo segundo dia consecutivo os trabalhadores do estaleiro Eisa, na Ilha do Governador (RJ), realizaram manifestações na tentativa de reverter a demissão de 3 mil empregados. Nesta terça (15) eles fizeram protestos em frente ao prédio da Sinergy, grupo que controla o estaleiro. Os atos continuam nesta quarta (16).

Por Railídia Carvalho

Em meio a crise e demissões, metalúrgicos tentam proteger emprego

Em assembleia na manhã de sábado (15), cerca de 1,5 mil trabalhadores da unidade da Mercedes-Benz, em São Bernardo do Campo, no ABC Paulista, decidiram que o sindicato da categoria deve negociar com a montadora a adesão ao Programa de Proteção ao Emprego (PPE). Em meio a demissões, metalúrgicos da GM têm audiência de conciliação na segunda (17).

CTB apoia trabalhadores acampados na porta da GM

A CTB participou, na última sexta-feira (17), de um ato na porta da General Motors (GM) de São Caetano contra a onda de demissões promovida pela montadora.

Ignorando o PPE, GM demite mais 550 trabalhadores

Na mesma semana em que o governo federal lança o Programa de Proteção ao Emprego, que autoriza redução temporária de salário com o objetivo de evitar demissões e preservar vínculos empregatícios, a fábrica da General Motors de São Caetano, em São Paulo, ignora solenemente o plano e continua demitindo.

GM afasta mais 900 trabalhadores da fábrica paulista

A General Motors do Brasil continua com sua política de demissões, neste mês de maio dispensou 100 trabalhadores na fábrica de São Caetano, no ABC paulista. Já são mais de 500 demissões somente neste ano. A sanha da multinacional norte-americana não acaba. Nesta terça-feira (14), a direção da GM surpreendeu a todos e colocou mais 900 funcionários em lay-off (suspensão temporária do contrato de trabalho).

Bancos lucraram R$ 44 bilhões, mas demitiram 5 mil em 2014

O diretor técnico do Dieese, Clemente Ganz Lúcio, em comentário à Rádio Brasil Atual nesta terça-feira (27), aponta contradição no setor bancário, que obteve altos lucros em 2014, mas fechou 5 mil postos de trabalho no setor.

Contra demissão, metalúrgicos da MTP acampam em frente à empresa

Depois de dez dias de intensas mobilizações por parte dos metalúrgicos da Volkswagen, no ABC, contra a demissão de 800 trabalhadores, agora é a vez dos metalúrgicos do setor de autopeças reagirem às demissões. Os trabalhadores da Metalúrgica de Tubos de Precisão (MTP), em Guarulhos, região metropolitana de São Paulo, estão acampados em frente à empresa que fechou as portas e demitiu, por telegrama, todos os 770 funcionários da unidade.

Mais de 500 trabalhadores são demitidos de estaleiro na Bahia

A empresa Enseada Indústria Naval S.A., com sede em Maragojipe, no Recôncavo baiano, confirmou a demissão de 500 funcionários responsáveis pela construção do estaleiro, na última terça-feira (06/01). A Enseada já havia demitido 470 funcionários em dezembro do ano passado.

Ministro do Desenvolvimento sobre demissão: "Um procedimento natural"

O ministro do Desenvolvimento, Indústria e Comércio Exterior, Mauro Borges, informou que encaminhou nesta terça-feira (11) carta colocando seu cargo à disposição da presidenta Dilma Rousseff. "É um procedimento absolutamente natural", disse ele aos jornalistas nesta quarta (12).

Itaú perde processo envolvendo demissão por justa causa

O Itaú Unibanco perdeu uma ação trabalhista envolvendo a demissão por justo causa de um funcionário. O banco alegava que o trabalhador emprestava dinheiro a outros colegas cobrando juros, contrariando norma interna, além de “atos de indisciplina e insubordinação”.  De acordo com o Tribunal Superior do Trabalho (TST), o assistente de suporte jurídico afirmou, no processo, que foi dispensado por não concordar com “metas inatingíveis” de sua supervisora.

1 2 3 4 5 6 9