A esquerda bem informada
A esquerda bem informada

Tag: Dólar

Com prisão de Queiroz, dólar sobe 2,1% e fecha a R$ 5,37

Queiroz foi encontrado em um sítio em Atibaia de propriedade do advogado da famílias Bolsonaro, Frederick Wassef.

Bolsa e dólar reagem a prisão que atinge em cheio família Bolsonaro

Após abrir em queda, às 13h40, a B3 havia recuperado parte do terreno e subia 0,66%. Já a moeda norte-americana continuava operando com alta de 1,72%, cotado a R$ 5,35 na venda.

Após saída de Teich, bolsa registra queda de 1,5%

Para mercado financeiro, Brasil adentra fase mais aguda da pandemia sem um comando claro na Saúde.

Dólar a R$ 6: especulação reflete falta de confiança e credibilidade

Nesta quinta (14), o dólar comercial voltou a bater recorde, chegando a R$ 5,96 na máxima do dia. Ontem, a divisa norte-americana fechou cotada a R$ 5,90.

Mesmo com injeção de US$ 1 bi, dólar fecha cotado a R$ 5,90

Banco Central do Brasil realizou dois leilões de swap cambial. Mercado reage a anúncio do BC dos EUA, que não implementará juros negativos, e à instabilidade política interna.

Dólar volta a disparar a chega a R$ 5,93

Mercado reagiu a anúncio do Federal Reserve, banco central dos EUA. Aguarda, ainda, desdobramentos do vídeo da reunião ministerial de Jair Bolsonaro. Escalada do dólar no Brasil começou antes da pandemia.

Queima de US$ 54 bilhões não evita alta do dólar, que vai a R$ 6

Equipe econômica de Paulo Guedes torra parte das reservas cambiais acumuladas por Lula e Dilma – o equivalente a R$ 317,5 bilhões –, mas não impede a fuga de capitais, nem reduz vulnerabilidade do Brasil. Política de Bolsonaro é um buraco para o desenvolvimento.

Dólar explode e bolsa cai com vídeo devastador para Bolsonaro

A moeda norte-americana chegou a a R$ 5,88 e fechou em R$ 5,86, maior patamar da história. Bolsa também reagiu e fechou em queda de 1,51%.

Dólar bate recorde e fecha em R$ 5,84 após corte de juros

Indicação de novas reduções na Selic pressiona cotação com fuga de dólares

Contra o dólar, a China aposta na sua própria moeda internacional

Um país verdadeiramente soberano exerce as suas prerrogativas sem pedir licença para ninguém

Com saída de Moro, bolsa fecha em queda de 5,45% e dólar a R$ 5,66

Com queda de 9,58% às 12h22, bolsa chegou perto de acionar ‘circuit breaker’. Dólar atingiu máxima história de R$ 5,74.

Ao reagir a Moro, mercado teme por Guedes e governabilidade

Logo após a entrevista coletiva de Moro, o Ibovespa, principal índice do mercado brasileiro, despencou 8,89% e o dólar atingiu R$ 5,70.

1 2 3 11