A esquerda bem informada
A esquerda bem informada

Tag: literatura,

“Um vexame o primeiro discurso”, diz Milton Hatoum sobre Bolsonaro

Considerado um dos maiores escritores contemporâneos do Brasil, Milton Hatoum qualificou como “um vexame” o primeiro discurso de Jair Bolsonaro (PSL), após ser confirmado como novo presidente eleito, na noite deste domingo (28).

Movimento independente lança “Manifesto da Literatura pela Democracia”

O texto, escrito por Julián Fuks, conta com assinaturas de Chico Buarque, Raduan Nassar, Bernardo Kucinski e Lygia Fagundes Telles, entre outros

A distopia 2019

Em O conto da aia, romance da escritora canadense Margaret Atwood lançado em 1985, um golpe de uma facção fundamentalista institui nos Estados Unidos a República de Gilead, uma ditadura violenta em que a religião é usada como estratagema para subtração dos direitos civis, e o corpo da mulher se torna propriedade de uma elite hipócrita e corrompida. A distopia de Atwood parece ganhar ares de premonição quando se atenta para o contexto mundial e do nosso próprio país

Por Patrick Mariano *

Hatoum: Bolsonaro “disputa com seu vice baixeza ética e intelectual”

Vencedor do Troféu Juca Pato de intelectual do ano de 2018, o romancista amazonense Milton Hatoum, 66, reafirma o voto no segundo turno em Fernando Haddad (PT) e se posiciona contra o extremista de direita Jair Bolsonaro (PSL). Para Hatoum, o ex-capitão, que defende torturadores e ditaduras, “será um vexame como chefe ou chefete de Estado”, se ganhar a eleição presidencial.

Por Claudio Leal

A resistência das mulheres também na literatura

A escrita literária feminina de diversas nacionalidades e períodos históricos vem recentemente ganhando mais visibilidade e difusão

A política desigual da República das Letras

Pascale Casanova analisa as forças que legitimam ou não os escritores

Pilar del Río, presidenta da Fundação José Saramago, adere ao #EleNão

A escritora e presidenta da Fundação José Saramago Pilar del Río postou nas redes sociais foto de apoio ao movimento #EleNão, contra o candidato à Presidência da República Jair Bolsonaro (PSL).

Milton Hatoum é o intelectual do ano da União Brasileira de Escritores

Este ano, Milton Hatoum é o grande homenageado da União Brasileira de Escritores com o prêmio que destaca a personalidade nacional cuja a obra e o pensamento são colocados a serviço da população e da cultura brasileira.

Conceição Evaristo imortal

Na sessão de abertura de inauguração da Academia Brasileira de Letras, em 1897, Machado de Assis disse no seu discurso: “não é preciso definir esta instituição. Iniciada por um moço, aceita e completada por moços, a Academia nasce com a alma nova, naturalmente ambiciosa”. A ABL, criada por um negro – Machado de Assis –, 124 anos depois continua sendo uma instituição cultural de moços, mas de moços brancos.

Por Julieta Palmeira*

Mia Couto: 30 anos de vida literária

O escritor moçambicano Mia Couto é um dos principais autores de língua portuguesa. Nascido em 1955, ele se formou em biologia e enveredou para as letras, estudando não apenas o funcionamento da ciência, mas dos homens por meio da escrita e da imaginação. Neste ano, ele completa 30 anos de carreira.

“Mais negros e mulheres é uma decisão política”, diz curadora da Flip

Pela segunda vez a jornalista Joselia Aguiar está na curadoria da Festa Literária Nacional de Paraty (Flip). Sob suas mãos, o evento se repaginou em 2017 a partir da maior presença de autoras mulheres e autores negros em relação as edições passadas. Neste ano não será diferente: a porcentagem se mantém, inclusive nos aspectos da presença de editoras de pequenos portes.

Por Marina Gama Cubas

Ariano Suassuna, nacionalista e popular

 Na segunda-feira (23), completaram-se quatro anos do falecimento de Ariano Suassuna. E por astúcias da vida, nesta quarta-feira celebra-se o Dia do Escritor. Para os dois dias, é natural que recuperemos este autor universal do Nordeste e do Mundo.

Por Urariano Mota*

1 3 4 5 6 7 137