A esquerda bem informada
A esquerda bem informada

Tag: Metrô SP

A pedido de Dória e do Metrô, TST põe metroviários em risco de Covid-1

Na sentença, Peduzzi diz que a liminar gera risco de “grave dano à economia pública”, pela multa diária de R$ 50 mil, seja pelo gasto com EPIs e liberação de funcionários dos grupos de risco.

Wagner Fajardo: Vitória da Chapa 1 fortalece os metroviários de SP 

A Chapa 1 – Unidade Metroviária conquistou uma vitória “expressiva e incontestável” na eleição do Sindicato dos Metroviários de São Paulo. É o que aponta Wagner Fajardo, coordenador-geral da entidade e líder do grupo vitorioso. Em nota divulgada neste domingo (15), um dia após o anúncio do resultado oficial da eleição, os membros da Unidade Metroviária fizeram um balanço da disputa e destacaram desafios para a próxima gestão – que terá três anos de mandato (2019-2022).

Por André Cintra

Chapa da CTB/CUT/PSB vence eleição no Sindicato dos Metroviários de SP

O Sindicato dos Metroviários de São Paulo permanecerá em mãos combativas e responsáveis. Com 45,6% dos votos válidos, a Chapa 1 – Unidade Metroviária, encabeçada por Wagner Fajardo, venceu com folga a eleição para a diretoria da entidade. A apuração terminou nos primeiros minutos deste sábado (14/9). Sob a liderança da CTB (Central dos Trabalhadores e Trabalhadoras do Brasil), a chapa é integrada também por CUT, sindicalistas do PSB e lideranças independentes.

Por André Cintra

SP: Ampliação da privatização do Metrô pode sucatear linhas estatais

A ampliação das concessões de linhas do Metrô paulista à iniciativa privada pelo governo de Geraldo Alckmin (PSDB) pode levar a uma situação de desmonte e precarização nas Linhas 1-Azul (Jabaquara–Tucuruvi), 2-Verde (Vila Madalena–Vila Prudente) e 3-Vermelha (Corinthians-Itaquera–Palmeiras-Barra Funda) para as quais não há perspectiva de privatização.

Dez anos depois, ninguém foi condenado por tragédia do metrô de SP

Dez anos depois do desabamento das obras da linha 4-amarela do Metrô de São Paulo, a serem completados nesta quinta-feira (12), ninguém foi responsabilizado pelo acidente que vitimou sete pessoas no local onde hoje está instalada a Estação Pinheiros.  

Ato lembra assassinato de ambulante no metrô de São Paulo

Centenas de pessoas, entre elas diversos moradores de rua, fizeram na sexta-feira (30) um ato para homenagear o vendedor ambulante Luiz Carlos Ruas, 54 anos, que foi assassinado na noite de Natal (25), dentro da Estação Pedro II do metrô, no centro de Sâo Paulo, após defender dois moradores de rua. O ato ocorreu na mesma estação onde Ruas foi assassinado.

Pedalada de Alckmin gerou calote de R$ 332,7 mihões no Metrô

Numa espécie de "pedalada fiscal", o governador de São Paulo, Geraldo Alckmin (PSDB), usou dinheiro do Metrô, um estatal, para pagar obrigações contratuais à concessionária ViaQuatro, que opera a Linha 4-Amarela do Metrô. Diferentemente do que fez o governo federal – que atrasou o repasse de recursos a bancos públicos, mas ressarciu em seguida tais instituições, sem que houvesse prejuízos para elas – a manobra de Alckmin resultou em um calote no Metrô de R$ 332,7 milhões entre 2011 e 2014.

Metrô de SP manda funcionários ampliarem jornada para ato pró-golpe

A direção do Metrô de São Paulo soltou um email aos supervisores, exigindo que todos os funcionários que iriam entrar para trabalhar pela manhã neste domingo (13), estendessemm sua jornada até mais tarde, e os que entrariam à tarde, antecipassem sua entrada para o meio dia.

Inquérito sobre trensalão tucano está parado há um ano

O inquérito que identificou o cartel acusado de fraudar licitações de trens e metrôs em São Paulo durante sucessivos governos tucanos fez aniversário. Um ano depois de concluídas pela Polícia Federal, as investigações continuam na gaveta do Ministério Público.

Constrangido, Alckmin revoga o sigilo de documentos do metrô e da CPTM

Assim caminha o escândalo dos trens e metrôs em São Paulo. Ninguém está preso, não se criou uma força-tarefa para investigar o escândalo e nenhum dos suspeitos foi mantido sob constrangimento atrás das grades para ser forçado a assinar um acordo de delação premiada.

MP denuncia Mazzeo por desvio no fundo de pensão do Metrô de SP

O Ministério Público Federal (MPF) em São Paulo denunciou nesta quinta-feira (5) à Justiça Federal o diretor-presidente do Fundo de Pensão dos funcionários do Metrô de São Paulo, Fábio Mazzeo, e o diretor-financeiro Valter Renato Gregori pelo envolvimento em um esquema fraudulento que desviou R$ 137 milhões do Metrus – Instituto de Seguridade Social da Companhia do Metropolitano de São Paulo – Metrô. O Metrus administra fundos de pensão, aposentadoria e a assistência à saúde e outros benefícios.

Estupro em estação central escancara crise no Metrô de São Paulo

A crise da rede de metrô paulista, que provocou nos últimos meses acidentes e falhas graves — além de superlotação permanente e paralisia nas obras de expansão — atingiu um patamar mais dramático na última quinta-feira (2). Uma funcionária da empresa terceirizada Prodata, que trabalhava na bilheteria de recarga de bilhetes da estação República — uma das mais movimentadas e centrais –, foi violentada.

1 2 3 10