A esquerda bem informada
A esquerda bem informada

Tag: mídia,

Governo censura o programa "Sem Censura", da TV Brasil

A TV Brasil (emissora de TV pública) suspendeu um de seus programas mais antigos, o “Sem Censura”, em meio à intervenção da gestão Jair Bolsonaro (PSL) na EBC (Empresa Brasil de Comunicação), administrada pelo governo federal.

Fenaj se solidariza com Juca Kfouri, ameaçado por bolsonarista

A Federação Nacional dos Jornalistas emitiu nota de solidariedade ao jornalista Juca Kfouri. Ele foi alvo de ameaças e agressões verbais promovidas por um ex-militar bolsonarista de nome José Emílio Joly Júnior. A Fenaj diz, na nota, que "apoia totalmente o jornalista e pretende se somar à iniciativa (judicial contra o agressor) como parte diretamente interessada, pois há uma escalada de agressões e ameaças a jornalistas em rede social em todo o Brasil"

Fox News de Bolsonaro ou TV de Edir Macedo? Como será a CNN Brasil

Será o novo canal aliado de Jair Bolsonaro? A CNN vai ser no Brasil o que a Fox News é nos Estados Unidos? O bispo Edir Macedo, líder da Igreja Universal e dono da Record, está por trás de tudo? Por que o grupo Time Warner entregou a CNN, uma marca de prestígio global, para um jornalista evangélico e um construtor de casas populares?

O jornalista Daniel Castro aborda estas questões em artigo no site Notícas da TV Veja, abaixo, alguns trechos:

Liberdade de imprensa: Kim Kataguiri perde ação contra Altamiro Borges

O jornalista Altamiro Borges foi alvo de um processo movido pelo líder do MBL por tê-lo chamado, em um de seus artigos, de "fascista" e "mirim"; juíza entendeu, no entanto, que ação de Kim Kataguiri denota tentativa de censura e atenta contra a liberdade de imprensa

Fenaj repudia tratamento dado a jornalistas durante posse presidencial

Em nota publicada nesta quarta-feira (2), a Federação Nacional dos Jornalistas (Fenaj) manifestou seu "veemente repúdio às restrições ao trabalho dos jornalistas e ao tratamento desrespeitoso dispensado aos profissionais durante a posse do presidente Jair Bolsonaro". A entidade relata vários absurdos cometidos pela segurança do evento e lembra que "nunca houve restrições ao trabalho dos jornalistas para a cobertura das posses dos presidentes eleitos pelo povo brasileiro"

Bolsonaro, corrupção e o novo golpe da mídia

Em artigo, jornalista João Paulo Cunha avalia que ao explorar o escândalo envolvendo o motorista da família Bolsonaro, a mídia autointulada "profissional" quer dar uma lição no futuro presidente, mas sem desgastá-lo completamente. Esperam que ele ainda faça o serviço sujo para o qual foi eleito, porém terá que aprender "com quem se meteu". "A ética da máfia é cortante e, esta sim, sem intermediação: perdoa-se tudo, menos a deslealdade à família e as dívidas tácitas".

 Seminário da CTB debate o caráter de classe da mídia

"A Influência da Mídia sobre as Decisões Judiciais", foi um dos temas em debate no 3º Seminário Jurídico da CTB, em São Paulo, quando os jornalistas Luiz Nassif e Umberto Martins debateram o caráter de classe e a influência da mídias sobre as decisões judiciais e a luta política.

Estudo revela perfil digital de leitores que verificam notícias 

Uma pesquisa acadêmica recém-concluída aponta o perfil e os hábitos digitais dos leitores de fact-checking no Brasil. 

Hermeto e Chico ganham Grammy, mas mídia destaca derrota de Anitta

Brasileiros se destacam, mas noticiário prefere dar ênfase ao fato de Anitta perder nas duas categorias em que concorreu e que teve sua mala extraviada.

Renata Mielli: “Estamos diante de uma ameaça à liberdade de expressão”

A eleição de Jair Bolsonaro (PSL) inaugura no Brasil não apenas uma virada à extrema-direita, mas também um agravamento dos ataques aos veículos de comunicação e jornalistas. Só no período eleitoral, foram registrados 141 casos de agressões contra comunicadores, de acordo com a análise da coordenadora do Fórum Nacional pela Democratização da Comunicação (FNDC) e secretária geral do Centro de Estudos da Mídia Alternativa Barão de Itararé, Renata Mielli.

Folha de S.Paulo pede proteção policial contra ameaça de bolsonaristas

 O jornal Folha de S. Paulo pediu, por meio de uma representação feita ao Tribunal Superior Eleitoral (TSE), que a Polícia Federal abra um inquérito para investigar ameaças feitas contra três de seus jornalistas e um diretor da empresa, em razão da publicação da reportagem que revelou o esquema ilegal montado por empresários pró-Bolsonaro, de disparo de mensagens contra Fernando Haddad. Para o jornal, existem "indícios de uma ação orquestrada com tentativa de constranger a liberdade de imprensa".

Jornalista que fez matéria contra Bolsonaro sofre ataques nas redes

Após denunciar o esquema milionário e ilegal de caixa 2 que vem financiando a disseminação de fake news para a campanha de Jair Bolsonaro (PSL), a jornalista Patrícia Campos Mello, da Folha de S. Paulo, passou a ser alvo de ataques virtuais de apoiadores do capitão da reserva.

1 2 3 4 5 279