A esquerda bem informada
A esquerda bem informada

João Guilherme Vargas Netto

É consultor sindical de diversas entidades de trabalhadores em São Paulo
O jogo recomeça

“Reunidas nesta segunda-feira (27), no Dieese em São Paulo, todas as centrais sindicais (a que não compareceu já confirmou sua adesão) começaram o ano apresentando um calendário de atividades.”

Responsabilidades maiores

“Deve-se ressaltar também que a diminuição do número de negociações coletivas desde a deforma trabalhista impõe aos trabalhadores e aos sindicatos pesadas perdas.”

Passe livre para o desempregado

“Inúmeras outras pautas de reivindicação sindical e o próprio Programa Emergencial de Emprego e Renda do PT prioriza o tema, que, até agora, não foi capaz de mobilizar forças de apoio e, mais que isso, de avançar em sua efetivação.”

Derrotar duas MPs

“A última grande iniciativa unitária do movimento sindical em 2019 foi a distribuição militante da “carteira de trabalho verde e amarela” que denunciava a retirada de direitos trabalhistas com a MP 905.”

Êxito sindical

“Ao buscarem a base convencendo os trabalhadores da necessidade do sindicato e de seu papel devem ser valorizados aqueles temas de mobilização locais e específicos”

Início de ano

“Duas preocupações, uma estratégica e outra tática, devem orientar as mentes dos dirigentes sindicais neste início de 2020”.

Diplomação e posse em Curitiba

A cerimônia do sindicato dos metalúrgicos da grande Curitiba ocorreu na última quinta-feira (12).

Comemorações

Com as festas de fim de ano se aproximando as entidades sindicais já organizam suas comemorações, embora em 2019 não haja muito a comemorar.

Contundente e ferina

No último artigo da MP 905 há um festival de revogações de leis e decretos-lei anteriores cancelando direitos.

Em defesa do papel impresso

Nas guerras da comunicação o papel impresso anda levando uma goleada das mídias digitais.

Há vida no movimento sindical

No Rio Grande do Sul está acontecendo a maior greve de professores das escolas públicas nos últimos tempos e olha que lá o CPERS (sindicato estadual da categoria) tem tradição de luta.

Primeiro passo

Uma coisa é certa: Guedes e Cia querem fazer no Brasil o que o FMI fez na Grécia em 2010 (veja a descrição disto no livro de Paulo Nogueira Batista Jr. – “O Brasil não cabe no quintal de ninguém”, da editora Leya Brasil, especialmente na página 203).

1 2 3 53