A esquerda bem informada
A esquerda bem informada

Paulo Kliass

Doutor em economia e membro da carreira de Especialistas em Políticas Públicas e Gestão Governamental do governo federal.
Cadê o dinheiro que não existia?

“Se não aprovarmos a Reforma Trabalhista, as empresas quebram. Será o único modo de reduzir o desemprego”.

Romper com o fiscalismo austericida

A cada dia que passa a crise do coronavírus se agrava em termos exponenciais. Bolsonaro e Paulo Guedes estão há várias semanas se recusando a encarar a gravidade da situação.

Guedes: Maldade austericida

A obsessão do superministro da economia com a manutenção da opção austericida é algo que impressiona até mesmo setores que estavam com ele até anteontem, um pouco antes da eclosão da crise do coronavírus.

Crise e oportunidade

“Enquanto as coisas andam mais ou menos como previsto pelos grandes jogadores (o interessante é que, em inglês, o termo usado é mesmo “player”), o “game” segue em frente, com algumas perdas e muitos ganhos. Mas como se trata de uma falsa pirâmide da alegria, ao menor sobressalto inesperado, o sistema todo é colocado em xeque. “

Guedes, a economia e o coronavírus

Os grandes meios de comunicação praticamente não falam de outra coisa. Afinal, o quadro de risco grave na saúde pública mundial não pode ser desprezado de modo algum. Depois de o fenômeno do coronavírus ter ultrapassado os limites da cidade de Wuhan, na província chinesa de Hubei, o surgimento de novos casos se dá em ritmo geométrico e alcança praticamente todos os cantos do planeta.

Guedes queima nossas reservas internacionais

Alguém que incorpora de forma doutrinária a defesa dos interesses do financismo internacional nunca poderia ser nosso (super) Ministro da Economia. E muito menos ainda em um momento onde a marca do quadro transcontinental é o do “salve-se quem puder”.

As promessas de Guedes

“A promessa mais recente do superministro foi feita há poucos dias na sede da outrora toda poderosa FIESP, em São Paulo. Como é amplamente sabido, o fenômeno da desindustrialização tem atingido de morte o parque manufatureiro nacional.”

Não à reforma administrativa

Sob o título genérico e pomposo de Reforma Administrativa, Paulo Guedes tenta convencer seu chefe a encaminhar, ainda nessa semana, ao Congresso Nacional um conjunto de medidas para cumprir mais uma etapa em sua missão de promover a destruição do Estado e de finalizar o desmonte das políticas públicas.

A ditadura do sistema financeiro

Um dos aspectos mais dolorosos dessa verdadeira tirania exercida sobre o conjunto da sociedade em nome do capital parasita se evidencia na sistemática do chamado “superávit primário”.

Austeridade fiscal pra quem?

A retomada dos trabalhos do Congresso Nacional na semana que vem deve recolocar na ordem do dia um conjunto amplo de escândalos e políticas criminosas levadas à cabo pelo governo do capitão. A lista de malfeitos é enorme, incluindo desde as imbecilidades patrocinadas pelo núcleo mais doutrinário da equipe de Bolsonaro até as propostas mais extremadas do entreguismo explícito, que parece tão caro a Paulo Guedes.

Meio século de fracassos

“As informações divulgadas pela Oxfam, por si só, já seriam suficientes para caracterizar o título desse artigo. Isso porque ao longo dos 50 anos de existência e atuação do chamado “fórum dos ricos” a situação da pobreza e da desigualdade não avançaram um milímetro sequer.”

Papai Noel para os bancos

O Conselho Monetário Nacional poderá aprovar a realização de empréstimos da União ao fundo de resolução do qual a pessoa jurídica participe.” (…)

1 2 3

Colunistas

Altamiro Borges
As Cartas do Pai por Ivan Cosenza
Abigail Pereira
Luciano Siqueira
Wadson Ribeiro
Christian Lindberg
Alexandre Lucas
José Reinaldo Carvalho
Jandira Feghali
Paulo Kliass