A esquerda bem informada
A esquerda bem informada

Urariano Mota

Jornalista do Recife. Autor dos romances “Soledad no Recife”, “O filho renegado de Deus” e “A mais longa duração da juventude”
A namoradinha porcina do Brasil

“O namoro de Regina Duarte com Bolsonaro, com aliança na mão para assumir a Secretaria de Cultura, acorda na gente estas linhas.”

O político, escritor e pensador Joaquim Nabuco

“Separar o literário do político e o político do literário seria o mesmo que não ver em Joaquim Nabuco um dos nossos mais geniais escritores. “

Abraham Weintraub, o falsificador

“Ele foi reprovado em 9 matérias num tempo recorde de 3 semestres na USP, com direito a nota zero em uma cadeira. Mas a dúvida, por isso mesmo, permanece: como ele pôde avançar até o diploma?”

O conto infantil segundo Bolsonaro

“Olhem só o despropósito, o absurdo que era a literatura infantil nos governos que chamam de democracia. Tinha um tinhoso, um tal de Hans Christian Andersen, um cara terrivelmente gay. E olhem só esta aberração que ele dava, ele dava, entenderam?, que ele dava o nome de O Soldadinho de Chumbo

O Recife que não apareceu no The New York Times

Essas informações não entram no guia para um repórter novaiorquino.

O fantasma de Marielle ronda Bolsonaro

“Há sangue que corre de Marielle Franco e Anderson Gomes até os Bolsonaros”

Cida Pedrosa, poeta em construção

Onde Cida Pedrosa é grande e rara é nos poemas em que ela vê a mulher. Para os homens, até mesmo para os criadores e artista, a mulher é individualizada como pessoa que se ama, em um amor desejado ou em um amor pleno carnal e de espírito.

A morte de Bunitinho e as piadas racistas

Escrevo estas linhas rápido, antes de sair para um encontro de cultura com artistas e escritores. E se assim falo, quero dizer: o escritor brasileiro está sendo empurrado para uma situação em que lhe dá vergonha falar sobre literatura. Isto é, o escritor deve ter a realização estética, hoje, como uma denúncia, como uma tribuna, porque o barulho dos tiros, das mortes, dos crimes nas ruas do Brasil, não lhe permite qualquer reflexão em paz.

O que tens feito da tua vida?

Na mais recente quinta-feira, tive um encontro com o primo Arnaldo Severiano, que continua a ser um leitor voraz na altura dos seus 74 anos. Estávamos sentados em um banco de madeira circular na livraria do Recife Antigo.

Começa a cair o castelo de Moro

Com a decisão do STF, que derruba a condenação em segunda instância, aparece para o grande público a ilegalidade que alcançou a condenação do presidente Lula. Já antes, pude notar aberrações no julgamento de Moro para o famoso caso do tríplex.

1 2 3 19