A esquerda bem informada
A esquerda bem informada

Paulo Nogueira Batista Jr.

Economista, foi vice-presidente do Novo Banco de Desenvolvimento, estabelecido pelos BRICS em Xangai, e diretor executivo no FMI pelo Brasil e mais dez países. É autor do livro "O Brasil não cabe no quintal de ninguém", lançado pela editora LeYa. E-mail: [email protected] Twitter: @paulonbjr Canal YouTube: youtube.nogueirabatista.com.br
Nosso futuro está logo ali

Gostaria apenas de ressaltar o que esse triunfo europeu pode prenunciar para um futuro governo Lula. Tentarei ser sereno e objetivo, ainda que os assuntos “Brasil” e “Brasil no mundo” tenham necessariamente forte carga emocional

Contra argumentos não há fatos

O que passa aqui por ciência econômica é uma outra caricatura, e paupérrima, do que se ensinava e propagava nos Estados Unidos há vinte ou trina anos atrás

Arte, artistas, sofrimento

Vou transcrever aqui algumas passagens de “Estilhaços” que dizem respeito quase sempre à arte, ao artista e ao sofrimento – ao sofrimento que é inseparável da beleza

Beato Salu, vítima da hipocrisia nacional

Em pleno século 21, coube ao Brasil a infelicidade inesperada de ter no comando da sua economia um economista ultraliberal

Conjecturas sobre o caso Evergrande

Já perdi a conta de quantas vezes economistas e organizações ocidentais previram o colapso da economia chinesa. Até agora, todas as previsões negativas se mostraram erradas. E os chineses continuaram, impávidos, a sua ascensão econômica no mundo

Recuo tático ou debandada geral?

Há quem sustente, mesmo no campo da oposição, que não houve sinal de fraqueza, que o recuo foi calculado, tático, bem pensado. Uma jogada de mestre? Haveria algum método nessa loucura toda?

Adeus à reeleição?

É impressionante, leitor, como mudou o quadro prospectivo brasileiro em apenas dois ou três meses. Tanto para a economia como para a política, com a modificação das perspectivas políticas refletindo em parte a deterioração do horizonte econômico

Certa arte

Conversando recentemente com minha mãe, lembrei do filme “Flores raras” e do poema que enquadra o filme, um poema lindo, lindo, da Elizabeth Bishop, chamado “One art” (“Certa arte”). E resolvi reler o poema e rever o filme

A Rota da Boa Esperança

Todos falavam com admiração da iniciativa chinesa, quando de repente o nosso Saturnino resolveu inovar. Por que não, perguntou ele, uma iniciativa brasileira – uma Nova Rota da Boa Esperança, que uniria as Américas, a Europa, a África e a Ásia?

Brasil, país-planeta

O Brasil é um dos gigantes do mundo. Temos o quinto maior território, a sexta maior população e a oitava economia do planeta. O Brasil faz parte de um grupo de apenas cinco países, junto com os Estados Unidos, a China, a Índia e a Rússia, que integram as listas das dez maiores nações em termos de PIB, extensão geográfica e habitantes.

Sonhos

Manoel Bomfim dizia que uma nação precisa inventar os seus próprios sonhos, sonhar os seus sonhos plausíveis. No entanto, sonhos podem ser perigosos. O sonho possível carrega em si a possibilidade da decepção e do sofrimento

Lula lá

Vamos sonhar um pouco hoje? Suponha, leitor, que Lula vencerá as eleições e começará um novo governo em janeiro de 2023.

1 2 3 4