A esquerda bem informada
A esquerda bem informada

Tag: agrotóxicos

Vítimas dos agrotóxicos são 25% de crianças e adolescentes

As crianças e os adolescentes brasileiros estão entre as principais vítimas dos agrotóxicos no Brasil. Segundo dados oficiais, entre 2007 e 2014 foram registradas 25 mil intoxicações relacionadas a esses produtos, um dado que pode ser dezenas de vezes maior, dada à subnotificação das ocorrências. Desse total, 20% – 2.181 casos – têm idades entre 0 e 14 anos. Em estados como Minas Gerais e Mato Grosso, 30% das vítimas têm entre 0 e 4 anos.

Pacote do Veneno não avança na Câmara dos Deputados

Ruralistas atropelam regimento e acordos, mas início das votações no Plenário da Câmara impede votação do PL 6299/02 na comissão especial.

Por Christiane Peres

Organização interpela GM por comercial que faz apologia ao agronegócio

A organização Amigos da Terra Brasil protocolou, quinta-feira (7), uma interpelação judicial motivada pelo comercial da Picape Chevrolet S10 2018 da General Motors do Brasil, e denunciou o mesmo ao Conselho Nacional de Autorregulamentação Publicitária (Conar). O comercial em questão faz apologia ao agronegócio, afirmando que esse setor continuará a fazer o que sempre fez, apesar das críticas que recebe.

Comunidade científica rechaça "Lei do Veneno" sob análise na Câmara

A Sociedade Brasileira para o Progresso da Ciência (SBPC) divulgou, no dia 22 de maio, um manifesto contra a aprovação do Projeto de Lei (PL) nº 6.299/2002, conhecido como “Pacote do Veneno”. Até esta segunda-feira (28), outras 23 sociedades científicas subscreveram o documento, que alerta para os perigos da flexibilização dos controles sobre agrotóxicos no país.

Prato do dia: veneno

Câncer, mutações genéticas, má-formação fetal, abortos indesejados e doenças de inúmeros tipos. Esse é o indigesto cardápio de riscos que a bancada ruralista e o Governo Temer querem empurrar para milhões de brasileiros ao tentar aprovar em Comissão Especial da Câmara dos Deputados uma alteração na Lei dos Agrotóxicos.

Por Jandira Feghali*

Deputados querem rejeição de PL que libera uso de veneno no campo

O líder do Psol na Câmara dos Deputados, Chico Alencar (RJ), a deputada Jandira Feghali (PCdoB-RJ) e seis deputados do PT – Bohn Gass (RS), Nilto Tatto (SP), Patrus Ananias (MG), Paulo Teixeira (SP), João Daniel (SE) e Padre João (MG) – protocolaram esta semana três votos em separado, pedindo a rejeição do substitutivo do relator Luiz Nishimori (PR-PR) ao PL 6299/02, que revoga a atual Lei de Agrotóxicos.

Oposição impede avanço do “pacote do veneno”

Após quase três horas de obstrução, deputados da Oposição conseguiram barrar a votação do Projeto de Lei (PL) 6299/02, que “regula” defensivos fitossanitários. Na prática, a proposta revoga a atual Lei de Agrotóxicos (7.802/89) e libera o uso amplo dessas substâncias, resultando em mais veneno na comida dos brasileiros e mais prejuízo ao meio ambiente.

Por Christiane Peres

Entidades e parlamentares se mobilizam contra liberação de agrotóxicos

O Brasil é um dos maiores consumidores de agrotóxico do mundo, com uma marca que ultrapassa um milhão de toneladas por ano, o equivalente a consumo médio de 5,2 kg de veneno agrícola por habitante, conforme apontam dados do Instituto Nacional de Câncer José de Alencar Gomes da Silva (Inca) e da Associação Brasileira de Saúde Coletiva (Abrasco). E na contramão mundial, o país agora quer “flexibilizar” ainda mais o uso dos venenos.

Por Christiane Peres

Brasil perde R$ 1,3 bi com isenção a agrotóxicos

Só em 2017, as indústrias de agrotóxicos movimentaram cerca de R$ 30 bilhões, conforme o próprio setor. E pelas contas feitas pelas organizações Terra de Direitos e FIAN Brasil, junto com a Campanha Permanente Contra os Agrotóxicos e pela Vida e a Associação Brasileira de Agroecologia (ABA), o país deixou de arrecadar pelo menos R$ 1,3 bilhão com as isenções concedidas a esses produtos.

Agrotóxicos como arma química: a permanente guerra agrária no Brasil

Os conflitos no campo brasileiro se assemelham à guerra. Guerra agrária que sempre foi latente e cuja base é calcada na formação socioeconômica dependente brasileira e na expropriação de terras de campesinos, povos indígenas e povos e comunidades tradicionais para dar espaço ao latifúndio exportador de commodities, além de facilitar a acumulação primitiva do capitalismo para os países centrais.

Por Naiara Bittencourt e Alessandra Jacobovski*, da Terra de Direitos

'Pacote do veneno' em doses homeopáticas: Anvisa libera agrotóxico perigoso

Em 2010, a própria agência rejeitou sua liberação por considerar "seus efeitos neurotóxicos e a existência de outros produtos já registrados e com menor toxicidade utilizados para o mesmo fim".

 Valduga propõe proibição de pulverização aérea de agrotóxicos

Dados apontam a baixa efetividade da prática, além de existirem indícios de relação com o aumento de casos de câncer, contaminação de rios e diminuição no número de abelhas.

1 2 3 4 5 9