A esquerda bem informada
A esquerda bem informada

Tag: Geopolítica

Embaixada em Jerusalém e colônias povoam análises sobre Trump e Israel

Representantes de 70 países e organizações internacionais concluíam a Conferência de Paris sobre a Paz no Oriente Médio e análises do papel do novo presidente estadunidense, Donald Trump, já retomavam a possibilidade de os EUA transferirem sua Embaixada em Israel de Tel-Aviv para Jerusalém. Seria mais uma medida provocativa e disruptiva de qualquer possibilidade diplomática, enquanto se intensifica a colonização da Palestina ocupada.

Por Moara Crivelente*

Moniz Bandeira: EUA querem bases no Ushuaia e na Tríplice Fronteira

O cientista político Moniz Bandeira conversou com o jornal argentino Pagina/12 e denunciou a intenção dos Estados Unidos de instalar bases militares no continente. Segundo ele, Washington está negociando com o governo de Mauricio Macri a instalação de um “centro de apoio para movimentos militares”. Na entrevista ele também explica como e por quê o país do norte impulsionou o golpe contra a presidenta Dilma Rousseff.

Reginaldo Nasser: “Não existe ideia de América Latina neste governo”

“Teve a onda vermelha, agora é a onda da direita”. É com esta frase que o professor Reginaldo Nasser encerra uma entrevista ao Vermelho sobre a conjuntura nacional e os impactos na geopolítica. A redação conversou com ele durante a série de debates realizada na USP (Universidade de São Paulo) há uma semana.

José Serra e o Brasil que só fala grosso na América Latina

O Ministério das Relações Exteriores do Brasil, agora com José Serra (PSDB) no comando, emitiu uma nota na sexta-feira (13) – primeiro dia sob nova direção – onde “repudia as declarações do Secretário-Geral da Unasul [União das Nações Sul-Americanas], Ernesto Samper, sobre a conjuntura política no Brasil”.

Por Mariana Serafini

O impeachment geopolítico no Brasil

Se consumou o primeiro passo para desbancar o do poder o PT no Brasil. Depois de 13 anos no poder de ter vencido em 2014 pela quarta vez consecutiva as eleições presidenciais brasileiras (duas com Lula e duas com Dilma), a direita brasileira, muito bem acompanhada pela direita internacional, iniciou uma ofensiva para acabar com o governo da petista Dilma Rousseff.

Por Sérgio Martín-Carrillo*, no Celag

Líderes de China e Taiwan realizam encontro histórico

Neste sábado (7) Xi Jinping e Ma Ying-jeou discutiram as relações bilaterais em Singapura. Os dois líderes apertaram as mãos antes de entrar na sala de reunião. No decorrer do encontro, Xi Jinping afirmou que as forças que apoiam a separação de Taiwan da China representam a principal ameaça ao desenvolvimento pacífico das relações bilaterais. 

Luis Nassif: As implicações geopolíticas da Lava Jato

Desde o nascimento da economia como ciência, os países se dividiram em duas linhas bastante nítidas de política econômica: uma internacionalista, com predominância do grande capital; outra desenvolvimentista, das forças locais em torno de projetos nacionais.

Por Luis Nassif*

Geopolítica da AL: entre a esperança e a restauração do desencanto

O processo político que levou à mudança de época requer agora respostas às novas perguntas, para evitar o erro de dar velhas explicações.

Por Alfredo Serrano Mancilla*, na Carta Maior

Na Turquia, Conselho Mundial da Paz debate prioridades na luta

O Conselho Mundial da Paz (CMP) realizou importantes eventos entre quinta-feira (18) e este domingo (21), em Istambul, Turquia. As reuniões debruçaram-se sobre desafios enfrentados pelo movimento anti-imperialista, como a crise internacional, a militarização, as armas nucleares e a necessidade de fortalecimento da luta pela paz.

Por Moara Crivelente*, de Istambul para o Portal Vermelho

Junho anuncia-se sangrento 

O mês de Junho anuncia-se sangrento na arena internacional. É um mês decisivo para os senhores da guerra de vários matizes, que tentarão ganhar e definir posições ainda antes da assinatura do acordo dito de prevenção nuclear a assinar no dia 30 entre os Estados Unidos da América e a República Islâmica do Irão sob a batuta do presidente Hassan Rohani.

EUA acabarão por ceder sob pressão do Brics, afirma economista

As perdas que o Ocidente tem sofrido por causa das sanções antirrussas são maiores do que mostram as estatísticas oficiais, e estas são realmente capazes de mudar o atual ordem mundial, disse o economista-chefe do banco alemão Bremer Landesbank, Volker Helmayer, na entrevista ao Deutsche Wirtschafts Nachrichten.

A estratrégia do Irã para derrotar os terroristas no Iraque e na Síria

O Irã não tem assistido passivamente às sucessivas ofensivas, nomeadamente na Síria e no Iraque, que o tomam claramente como alvo posterior. E vem empreendendo iniciativas no plano diplomático que não apenas reforçam a sua posição como começam a abrir brechas entre as próprias monarquias reacionárias que, juntamente com Israel, têm assumido o papel de peões do imperialismo no Oriente Médio. 

Por M. K. Bhadrakumar*

1 14 15 16 17