A esquerda bem informada
A esquerda bem informada

Tag: PIB,

3º trimestre: PIB cearense cresce 8,43% e supera média nacional

De acordo com o estudo, um dos destaques é o crescimento da indústria, com 14,73% no terceiro trimestre, acumulando ao longo do ano uma taxa de 12,02%.

 PIB fica estável no terceiro trimestre

Segundo dados divulgados pelo Serasa, o PIB mensal avançou 0,3% em setembro frente ao mês anterior.

PIB brasileiro deverá ter crescimento de 7,5% este ano

O Produto Interno Bruto (PIB) brasileiro deve fechar o ano com crescimento de 7,5%, apesar da desaceleração da atividade econômica do país registrada a partir do segundo trimestre, segundo relatório da Organização para a Cooperação e Desenvolvimento Econômico (OCDE) divulgado nesta quinta-feira (18).

Estimativa de expansão do PIB é mantida em 7,55%

Analistas do mercado financeiro consultados pelo Banco Central (BC) mantêm há três semanas a estimativa para o crescimento da economia este ano.

Analistas econômicos já apostam em PIB de até 8% este ano

A expansão mais forte do que o previsto da economia brasileira no segundo trimestre fez com que analistas revisassem para cima suas projeções para a expansão este ano. Até o resultado divulgado ontem pelo IBGE, o mercado previa uma alta de 7% no PIB este ano. Agora, essa estimativa subiu para até 8%. Já as previsões para o próximo trimestre apontam para um PIB inferior ao 1,2% divulgado ontem pelo IBGE.

Bahia lidera crescimento no Nordeste

Pesquisa divulgada pelo Banco Central do Brasil – BC, nesta terça-feira (03/8), apontou a Bahia como o estado que apresentou o maior crescimento do PIB (Produto Interno Bruto), em toda região Nordeste, no primeiro trimestre deste ano. Segundo o Índice de Atividade Econômica Regional, a Bahia cresceu 9,5% em comparação com o mesmo período de 2009. Ceará e Pernambuco ficaram na segunda e terceira posição, respectivamente com 8,9% e 7,8%.

Banco Central eleva projeção de crescimento da economia para 7,3%

A economia brasileira passa por um novo ciclo de crescimento robusto, tendo a demanda interna por bens e serviços como elemento propulsor do ritmo de expansão. A avaliação do Banco Central está no Relatório Trimestral de Inflação, divulgado nesta quarta-feira (30).

A falácia da Selic e da velha mídia contra "crescimento chinês"

Para se ter uma ideia do grau de manipulação do mercado e da velha mídia com a taxa Selic, confira os dados abaixo. Sugiro trazerem para os comentários as análises de jornalistas e economistas afirmando que o Brasil não tolera taxas de crescimento de 9% ao ano. Todas eles visam criar condições junto à opinião pública para legitimar a alta nas taxas Selic.

Por Luis Nassif, em seu blog

Brasil bate recorde histórico de crescimento

 Os dados divulgados nesta terça-feira pelo IBGE, Instutito Brasileiro de Geografia e Estatística mostram um recorde histórico no crescimento do Produto interno Bruto brasileiro. 
Em comparação ao mesmo período do ano anterior, o crescimento foi de 9% no primeiro trimestre, o maior resultado da série histórica.

Município baiano tem o maior PIB por habitante do Brasil

O município baiano de São Francisco do Conde, localizada na Região Metropolitana de Salvador, apresentou, em 2007, a maior geração de riqueza por habitante do Brasil. Naquele ano, o Produto Interno Bruto (PIB) per capita da cidade – que abriga a segunda maior refinaria de petróleo em capacidade instalada de refino do território nacional – foi de R$ 239.506 para cada um dos 29.829 habitantes, bem acima da média nacional, que foi de R$ 14.183. Os dados são do IBGE.

Bolívia com Evo deixou de ser a mais pobre da América do Sul

A Bolívia deixou de ser o país mais pobre da América do Sul após duplicar seu Produto Interno Bruto (PIB) em quatro anos de governo do presidente Evo Morales, que concorre à reeleição neste domingo (6). A afirmação, do ministro da Economia, Luis Arce, em uma entrevista à Reuters, não é uma bravata pré-eleitoral: os insuspeitos dados da CIA e do FMI confirmam.

Para Dilma, Brasil pode ser 5ª economia do mundo em 2016

O momento "exitoso" na conjuntura brasileira permitiu à ministra da Casa Civil, Dilma Rousseff, prever que a economia do país possa ser a quinta maior do mundo em 2016. "Permitam-me ser mais otimista do que o ministro Mantega", brincou ela nesta quinta-feira (5) em apresentação para mais de 200 convidados do seminário "Investing in Brazil", realizado em Londres.

1 29 30 31 32